Ouça a rádio

Compartilhe

EXCLUSIVO: Maíra Cardi se pronuncia sobre processo de funcionária. Saiba todos os detalhes da disputa judicial!

Juliana Taboada teria sido dispensada pela coach após comunicar que estava grávida

Maíra Cardi se pronunciou após processo

Contamos, aqui, em primeira mão, que a influenciadora Maíra Cardi está sendo processada por sua ex-funcionária, Juliana Taboado, de 35 anos, que trabalhava como governanta na residência da coach.

Em conversa com o advogado de defesa da ex-funcionária, Thiago Costa, ele contou que a mulher teria sido dispensada do serviço em maio, após comunicar que estava grávida. O aviso da demissão teria sido feito através de uma mensagem de whatsapp.

Segundo Thiago, a ex-funcionária trabalhava com Maíra desde janeiro deste ano e não era registrada. Ele explicou que Juliana comunicou a gravidez em abril e seguiu trabalhando normalmente, até ser dispensada.

Após a demissão, ela teria sido informada que receberia um salário mínimo (R$1.100,00) por mês. Segundo o advogado, Maíra teria tentado recontratar Juliana. Ela, por sua vez, teria recusado a proposta.

A ex-funcionária pede na justiça o valor de R$78.639,53 referente ao reconhecimento do vínculo empregatício, recolhimento do INSS e FGTS, pagamento das verbas rescisórias e estabilidade gestacional.

Em contato com a equipe de Maíra Cardi, foi informado que "... a ex-funcionária estava em período de experiência, não tendo revelado a gravidez, tendo a Maíra tomado ciência do seu estado gestacional somente no momento de sua dispensa, a qual inclusive afirmou que não estava conseguindo trabalhar em decorrência de questões pessoais relacionadas a gravidez".

De acordo com a nota, "... após ciência da gravidez a advogada da Sra. Maíra entrou em contato com a ex-funcionária solicitando que ela retornasse ao trabalho e as suas atividades profissionais, todavia a mesma informou que não tinha interesse em retornar ao trabalho e que estava em contato com um advogado para possível ajuizamento de ação. A senhora Maíra com toda boa-fé e mesmo sabendo que a ex-funcionária não iria retornar ao trabalho ofereceu pagar um salário-mínimo para ajudá-la, tendo a Maíra cumprido com o acordado até o presente momento".

A defesa de Juliana nega que até o presente momento tenha ocorrido algum tipo de acordo entre as partes.

Nossa torcida é para que elas cheguem num consenso e tudo se resolva da melhor maneira.

Leia Mais

Saiba tudo!

EXCLUSIVO: ex-funcionária processa Maíra Cardi 

Dinheiro no bolso

PA do BBB22 deve recusar presentes dados por Maíra Cardi. Entenda!

Saiba o que ele fez!

Arthur Aguiar teria 'derrapado' com Maíra Cardi antes de entrar no BBB22: Empresária ficou em silêncio para não prejudicá-lo