Ouvindo...

Times

Netflix começa a cobrar por senhas compartilhadas no Brasil

Pagamento extra pelo uso da mesma assinatura em casas diferentes já estava acontecendo em outros países

A Netflix oficializou a chegada da cobrança adicional pelo compartilhamento de senhas no Brasil. O streaming vai começar a cobrar mais R$ 12,90 por mês, além da assinatura, para usuários que compartilham a conta com pessoas que moram em outras residências.

A cobrança adicional gerou polêmica entre os assinantes, e já estava em vigor desde o ano passado em outros países. A medida tenta evitar que usuários com planos que permitem acesso simultâneo em mais de duas telas usem a mesma conta quando não moram no mesmo endereço.

“Sua conta Netflix é para você e para as pessoas que moram com você. Agora, é possível gerenciar como esses acessos são usados com as novas ferramentas que estão chegando por aqui — e sim, você pode assistir normalmente quando estiver fora ou viajando”, anunciou a empresa.

Como vai funcionar a multa por compartilhar senhas da Netflix?

O titular da conta compartilhada tem duas opções: adquirir um ponto extra por R$ 12,90, que vai valer para outra residência; ou transferir o perfil da outra pessoa que usa a conta, o que vai gerar uma nova assinatura entre os planos disponíveis.

A empresa compartilhou, no anúncio da validade da cobrança no Brasil, o e-mail que será encaminhado aos assinantes. Veja a seguir:

Maria Clara Lacerda é jornalista formada pela PUC Minas e apaixonada por contar histórias. Na Rádio de Minas desde 2021, é repórter de entretenimento, com foco em cultura pop e gastronomia.


Leia mais