Ouvindo...

Times

Veja tudo que se sabe sobre a chacina na festa infantil na Grande BH que matou três pessoas

Ataque pode ter relação com o tráfico de drogas; um homem suspeito foi preso

A Polícia Civil investiga a chacina terminou com duas crianças, de 9 e 11 anos, e um homem, de 26, durante uma festa infantil em um sítio na noite dessa quinta-feira (23) em Ribeirão das Neves, na região metropolitana de Belo Horizonte. Veja tudo o que se sabe

O que motivou o ataque?

De acordo com a PM, a tragédia está ligada à guerra do tráfico de drogas em Vespasiano. “Uma guerra que estaria acontecendo na região do Morro Alto, em Vespasiano. Uma das partes estava comemorando o aniversário da criança dele quando esses autores entraram no sítio e atiraram contra várias pessoas”, disse o capitão Arley Santos da Polícia Militar de Minas Gerais (PMMG), que atendeu a ocorrência.

Quem são as vítimas mortas?

Ao todo, sete pessoas foram baleadas. Conforme a corporação, o alvo dos tiros era Filipe Junior Moreira Lima, de 26 anos. Mas também morreram no local o filho de Filipe, o pequeno Heitor Felipe Moreira de Oliveira, de 9, que estava comemorando o aniversário, e a sobrinha Laysa Emanuele Pereira de Oliveira, de 11.

Outras três pessoas, todas familiares das vítimas, também ficaram feridas: uma mulher, de 42, que está internada em estado grave no Hospital Risoleta neves, em BH, uma adolescente, de 13, e um jovem, de 19.

  • Filipe Junior Moreira Lima, de 26 anos
  • Heitor Felipe Moreira de Oliveira, de 9 anos (filho de Filipe Junior)
  • Laysa Emanuele Pereira de Oliveira, de 11 (sobrinha de Filipe Junior)

O aniversariante Heitor tinha o sonho de ser jogador profissional de futebol e estava no caminho para realizar o sonho. Ele foi atleta da escolinha do Atlético e, conforme apuração da Itatiaia, treinava em uma escolinha conveniada ao América.

Procurado pela reportagem, o Atlético informou, por meio da assessoria de imprensa, informou que o Heitor foi atleta da iniciação (categoria de garotos abaixo dos 14 anos) até 2023. Neste ano, estava em uma repescagem, participando de alguns treinos e sendo acompanhado.

Quem são os feridos?

  • G.P.B, de 42 anos, sexo feminino (mãe de E.S)
  • E.V.S, de 19 anos, sexo feminino
  • E.S, de 13 anos, sexo feminino (filha de G.P.B e teve alta)
  • Y.S.R, de 24 anos, sexo masculino (suspeito do ataque)

A adolescente de 13 anos foi atendida e liberada. Ao todo, sete pessoas foram baleadas. De acordo com o boletim emitido pela unidade de saúde nesta manhã, as duas permanecem no local “recebendo todos os cuidados da equipe assistencial multiprofissional”.

Alguém foi preso?

Um dos suspeitos de atirar, de 24 anos, deu entrada baleado na UPA JK em Contagem e foi preso em flagrante. Não se sabe ainda se ele foi atingido pelo outro criminoso ou no momento em que entrou em luta corporal com uma das mulheres baleadas. O outro atirador foi identificado e está sendo procurado.

“A viatura foi ao hospital averiguar as informações e ele foi reconhecido como sendo um dos que efetuou os disparos. Alguns dizem que houve troca de tiros e outros que ele foi atingido pelo próprio comparsa”, explicou o capitão.

A PCMG também representou pela decretação da prisão temporária do conduzido pelo prazo de 30 dias, podendo ser prorrogada. “A investigação encontra-se em andamento a fim de identificar e localizar demais suspeitos”, informou por meio de nota.


Participe dos canais da Itatiaia:

Formou em jornalismo pela PUC Minas e trabalhou como repórter do caderno de gerais do jornal Estado de Minas. Na Itatiaia, cobre principalmente Cidades, Brasil e Mundo.
Jornalista formado pela Newton Paiva. É repórter da rádio Itatiaia desde 2013, com atuação em todas editorias. Atualmente, está na editoria de cidades.
Repórter policial e investigativo, apresentador do Itatiaia Patrulha.
Leia mais