Ouvindo...

Times

Funcionários de empresa de vigilância armada são alvo de operação da PC e da PF

Um homem de 46 anos foi preso por porte ilegal de armas durante a operação

A Polícia Civil e a Polícia Federal cumpriram na manhã desta quinta-feira (23) um mandado de busca e apreensão expedido para uma empresa de vigilância armada com sede em Montes Claros, no Norte de Minas.

O mandado foi expedido pela justiça do município de Grão Mogol, o objetivo foi a apreensão de armas de fogo celulares e documentos da empresa visando subsidiário investigação que apura o crime de porte irregular de arma de fogo e constrangimento ilegal praticados por funcionários. Durante a ação um homem de 46 anos foi preso, como detalhe o delegado da Polícia Civil, César Salgueiro.

“Hoje a delegacia de investigações especiais darem apoio a uma operação buscando armas, munições e eletrônicos que fossem apreendidos. À medida também ela tratava de medidas cautelares alternativas a prisão foram cientificadas ao investigado. Entretanto durante o cumprimento foi encontrado munições com registro irregular, portanto ele foi conduzido em flagrante por posse irregular de arma de fogo”, contou.

O crime foi uma comunidade rural em Grão Mogol. O investigador de Wilson Bicalho explicou como as investigações começaram. “As investigações se deram a partir de ameaças que estavam acontecendo na região, devido ao suspeito alegar ter posse da terra. As ameaças começaram na região e por fim começaram ameaçar outras pessoas em posse de arma no fogo, ocorrendo disparos e provocando danos em casas que haviam sido construídas no local. As buscas culminaram no cumprimento de mandado de busca e apreensão”, conclui.

Ainda segundo a Polícia Civil, os agentes identificaram a empresa representada pelos investigados através do uniforme e veículo usados por eles no dia dos fatos. Os levantamentos realizados pela equipe confirmaram ainda que a empresa exercia sua atividade de forma irregular, contrariando a legislação vigente, em razão disso eles foram autuados pela Polícia Federal por exercício irregular de segurança privada.

Durante as buscas, os policiais aprenderam munições, celulares e placas de colete balístico que resultou na prisão em flagrante do homem pelo crime de posse de munições.

O inquérito policial seguem andamento e assim que finalizado será enviado para a Justiça.

Osmar Macedo é repórter da Itatiaia – Montes Claros. Jornalista formado pela UFMG e graduado em História pela Unimontes. Entre as coberturas que participou, destaca a tragédia na Creche Gente Inocente em Janaúba e a Canonização de Irmã Dulce, direto de Roma e do Vaticano.
Leia mais