Ouça a rádio

Ouvindo...

Times

Justiça libera passaporte do influencer Renato Cariani, réu por tráfico de drogas

Influenciador de 48 anos estava proibido de deixar o país desde fevereiro, quando se tornou réu; Polícia Federal acusa influencer de usar empresa de produtos químicos para emitir notas falsas e desviar insumos para a produção de cocaína e crack

A Justiça de São Paulo acatou, nesta segunda-feira (15), um pedido feito pela defesa do influenciador Renato Cariani e autorizou a devolução de passaporte do influencer fitness, réu em uma ação por tráfico de drogas, associação ao tráfico e lavagem de dinheiro. Outras quatro pessoas também respondem pelo processo (relembre todas as acusações no fim da matéria).

A decisão é assinada pelo desembargador Marcos Correa, da 6ª Câmara de Direito Criminal do Tribunal de Justiça de São Paulo (TJ-SP). O magistrado declarou que as acusações contra Cariani são graves. Mas, segundo o desembargador, o cenário dos autos é ‘peculiar’, já que o influenciador ‘tem se mostrado colaborativo em relação às investigações e ao processo criminal’.

O magistrado destacou ainda que não houve por parte de Cariani a prática de ‘qualquer ato que indicasse sua inclinação em influenciar de maneira negativa a apuração das imputações ou se furtar à aplicação da lei penal’. O desembargador também destacou que, por ser empresário e influenciador, boa parte do trabalho de Cariani envolve a participação em eventos nacionais e internacionais.

‘Logo, sua insurgência contra a determinação de retenção de seu passaporte não é infundada. A medida evidentemente interfere de maneira diferenciada em sua liberdade, status contra o qual, como visto, nada até agora foi demonstrado de concreto e compromete de modo significativo sua capacidade de auferir renda, o que além de comprometer sua subsistência, em último caso, pode, ainda, inviabilizar o pagamento de eventual pena pecuniária que lhe venha a ser aplicada em caso de condenação’, diz o magistrado no trecho da decisão.

Com a decisão, Renato Cariani passa a ter o direito de deixar o país para atividades profissionais. O influenciador precisa seguir algumas medidas determinadas pela Justiça, como comunicar suas viagens com uma antecedência mínima de 15 dias e apresentar as passagens de ida e retorno.

Leia também

Quem é Renato Cariani?

Renato Cariani é considerado um dos maiores influenciadores do segmento fitness nas redes sociais. Somente no Instagram, ele tem 7,3 milhões de seguidores. São 6,3 milhões de inscritos no canal dele no YouTube 1 milhão no TikTok.

Em sua conta no Instagram, ele posta fotos com cantores, apresentadores de TV, modelos e outros influenciadores. Cariani tem um site em que vende cursos e treinamentos que envolvem desde orientação na área de nutrição, até mentoria em investimentos financeiros. Os planos partem de 49,90 por mês.

Nos últimos meses, Renato Cariani atraiu públicos de diversos segmentos na internet, principalmente pela criação de projetos para personalidades da internet e da TV, como Igor Coelho, do Flow Podcast, e Danilo Gentili, do SBT. O ex-lutador do UFC, Anderson Silva, também chegou a treinar no CT de Renato Cariani recentemente.

Investigação

A PF apontou que os crimes de desvio de produtos químicos usados para o refino e preparo de cocaína e crack foram cometidos entre 2014 e 2020. A polícia tomou conhecimento do esquema no fim de 2021, após denúncia feita por parte de farmacêuticas multinacionais que estavam sendo usadas no esquema.

“As farmacêuticas foram ouvidas em procedimentos da Receita Federal e elas não têm como fornecedora a empresa investigada. Não compravam e não forneciam. E eventuais pessoas físicas que passaram pela investigação nunca tiveram relação empregatícia com as farmacêuticas”, afirmou o delegado da PF Fabrízio Galli, chefe da Delegacia da PF de Repressão à Entorpecentes.

No dia da operação, em dezembro, foram cumpridos 18 mandados de busca e apreensão em cidades paulistas, em Curitiba, no Paraná, e em Rubim, no interior de Minas Gerais. Ao todo, 16 pessoas eram investigadas pela polícia.

O principal alvo da operação foi o influenciador, que é sócio de uma indústria química de Diadema, na Grande São Paulo. O local e a casa dele foram alvos de mandados de busca. Cariani tem 7,3 milhões de seguidores no Instagram e 6 milhões de inscritos no YouTube. A reportagem tenta contato com a defesa dele.


Participe dos canais da Itatiaia:

Jornalista formado pela UFMG, com passagens pela Rádio UFMG Educativa, R7/Record e Portal Inset/Banco Inter. Colecionador de discos de vinil, apaixonado por livros e muito curioso.
É jornalista formado pela Universidade de Brasília (UnB). Cearense criado na capital federal, tem passagens pelo Poder360, Metrópoles e O Globo. Em São Paulo, foi trainee de O Estado de S. Paulo, produtor do Jornal da Record, da TV Record, e repórter da Consultor Jurídico. Está na Itatiaia desde novembro de 2023.
Leia mais