Ouça a rádio

Ouvindo...

Times

Homem que fazia esposa refém é morto por sniper da polícia em SP

Caso aconteceu no domingo (10), em Pinheiros

homem-sniper.webp

Homem foi morto por atirador da polícia na manhã de domingo (10)

Reprodução/Redes sociais

Um homem foi morto com um tiro no peito por um atirador de elite da Polícia Militar (PM), na manhã de domingo (10), em Pinheiros, na Zona Oeste de São Paulo. De acordo com a polícia, ele fazia a esposa refém e usava uma faca para ameaçar matá-la no apartamento onde moravam.

Vizinhos acionaram a polícia por volta das 8h30, após terem visto a mulher sob poder do homem. O filho do casal também estava no local, mas foi liberado pelos policiais e ficou na casa de vizinhos até o desfecho da situação.

A PM tentou negociar com o homem, de 45 anos, para que libertasse a esposa, mas, segundo a polícia, ele estava alterado e fazia ameaças com a faca no pescoço da mulher. O homem não resistiu aos ferimentos e morreu no local.

A mulher foi levada a um hospital da região, mas não se feriu. O caso foi registrado como violência doméstica e morte decorrente de intervenção policial.

O caso foi registrado no 14º Distrito Policial de Pinheiros, mas será investigado pelo Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP).

Jornalista há 15 anos, com experiência em impresso, online, rádio, TV e assessoria de comunicação.
Leia mais