Ouça a rádio

Ouvindo...

Times

Quem é o jogador de futebol que morreu de AVC e doou coração para Faustão

Apresentador de TV passou por transplante de coração nesse domingo (27), após cirurgia em São Paulo

Um dos maiores apresentadores da televisão brasileira, Faustão passou, nesse domingo (27), por um transplante de coração. O comunicador recebeu o órgão de um ex-jogador de futebol, Fábio Cordeiro, segundo informações da Record TV. Ele morreu aos 35 anos no sábado (26), após um Acidente Vascular Cerebral (AVC).

Fábio atuou em equipes de várzea e amadoras de São Paulo, como o Avenida, de Mongaguá, cidade do litoral paulista. O jogador também fez testes para integrar as categorias de base do Palmeiras, mas não conseguiu passar e ingressar na “Academia”.

Fábio também gostava de música, especialmente forró, e surfe. Ele sofreu o AVC na quarta-feira (23) passada, quando trabalhava como azulejista em um apartamento em Santos, também no litoral de São Paulo.

Faustão

Aos 73 anos, Fausto Silva estava internado no Hospital Israela Albert Einstein, em São Paulo, desde 5 de agosto. Foram 2h30 de cirurgia, bem sucedida.

O apresentador seguiu internado na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) do Albert Einstein. Faustão deve ser acompanhado de perto, para que a equipe médica observe a adaptação do órgão e controle de rejeição.

Transplante

Segundo o Hospital do Coração de São Paulo, a média de espera por um transplante de coração pode chegar a 18 meses, mas pacientes com casos mais graves esperam de 2 a 3 meses.

Esse é justamente o caso de Faustão, que passou a ter prioridade após ser diagnosticado com insuficiência cardíaca e precisar de medicamentos para auxílio no bombeamento do órgão. Faustão também estava passando por diálise.

Matheus Muratori é jornalista multimídia com experiência em muitas editorias, mas ama a área esportiva. Faz cobertura de futebol, basquete, vôlei, esportes americanos, olímpicos e e-sports. Tem experiência em jornal impresso, portais de notícias, blogs, redes sociais, vídeos e podcasts.
Leia mais