Ouvindo...

Times

Obra de Banksy avaliada em 3 milhões de reais é furtada logo após inauguração, dois foram detidos

Instalada em uma placa de ‘pare’ de um cruzamento de Londres, a obra ainda não foi localizada

Dois homens foram detidos pela Polícia Metropolitana de Londres suspeitos de furtar uma obra do artista Banksy, informou a imprensa internacional.

A obra - uma intervenção com três drones militares em 3D colocados sobre uma placa de parada obrigatória em um cruzamento da região de Peckham, em Londres - foi instalada no último dia 22 de dezembro, perto do meio-dia, mas ficou no local por pouco menos de uma hora.

De acordo com o jornal ‘The Guardian’, o artista confirmou a autoria da obra pouco depois de meio-dia, quando postou uma foto em sua conta no Instagram. Os primeiros comentários vaticinavam que logo a placa estaria em sites de leilões ou seria roubada. Menos de uma hora depois, dois homens usaram um alicate para remover a placa enquanto as pessoas assistiam na rua. Um vídeo mostrando a ação foi postado nas redes sociais, veja:

Inicialmente a Polícia não registrou o furto, informou o jornal francês ‘Le Monde’. No entanto, o conselho municipal de Southwark, encarregado da sinalização das ruas da região, denunciou o sumiço à Polícia londrina e pediu que a placa fosse procurada. Ao ‘Guardian’, a vereadora Jasmine Ali, do conselho de Southwark, afirmou confiar na recuperação da obra de arte e completou que “não estamos falando apenas de uma placa de rua aqui, é uma obra de arte que foi colocada ali para a comunidade. É arte de rua e é para as pessoas”.

Detenções

Um homem de 40 anos foi preso neste domingo, 24, e está sob custódia policial. Contra ele, pesam as acusações de ‘roubo e vandalismo’. Outro homem, de idade não confirmada, foi preso no sábado (23), suspeito de roubo e danos criminais. Ele foi liberado após pagar fiança, afirmou o ‘Le Monde’, e será ouvido durante as investigações.

A placa, no entanto, não foi localizada. O ‘Guardian’ estima que a obra furtada pode valer até 500 mil libras, cerca de 3 milhões de reais no câmbio atual. Os detetives da Scotland Yard pedem que as pessoas entrem em contato com a corporação se tiverem informações sobre o paradeiro da obra.

A obra

A instalação foi interpretada como uma crítica ao comércio global de armas e/ou ao bombardeamento de Gaza. Nos comentários da postagem, vários admiradores comentaram pedindo o fim da guerra Israel x Hamas e os bombardeios em Gaza.

Banksy já tinha usado a figura dos drones militares anteriormente. Em 2017, ele criou uma obra em que drones bombardeiam a foto de uma casa, enquanto uma menina e um animal de estimação observam. A obra foi leiloada por 205 mil libras (em torno de 1,5 milhão de reais no câmbio atual) durante a ‘Art the Arms’, exposição de arte que coincide com uma feira internacional de armas em Londres.

O trabalho do artista de rua Banksy é roubado com certa frequência. Um exemplo é a obra instalada na porta do Bataclan, em Paris, feita em homenagem às vítimas do atentado de novembro de 2015. Suas obras atingem valores astronômicos e são críticas às guerras, à violência e também à mercantilização do mercado de arte.

Coordenadora de jornalismo digital na Itatiaia. Jornalista formada pela UFMG, com mestrado profissional em comunicação digital e estratégias de comunicação na Sorbonne, em Paris. Anteriormente foi Chefe de Reportagem na Globo em Minas e produtora dos jornais exibidos em rede nacional.
Leia mais