Ouvindo...

Times

Destroços são de ‘estrutura de pouso’ e ‘tampa traseira’ do submarino, afirma especialista

Destroços de submarino em missão ao Titanic foram encontrados na área de busca nesta quinta-feira (22)

Um especialista em resgate afirmou nesta quinta-feira (22) que os detritos encontrados são de ‘estrutura de pouso’ e ‘tampa traseira’ do submersível.

A informação foi repassada ao especialista à Sky News e publicada pelo The Guardian. David Mearns disse que fazia parte de um grupo de WhatsApp envolvendo o The Explorers Club e que suas informações vieram do presidente do clube.

As alegações, no entanto, não foram confirmadas. É aguardada uma coletiva para esta desta quinta-feira (16h - horário de Brasília), pela Guarda Costeira dos EUA, que deve trazer mais informações a respeitos das buscas pelo submarino.

Leia mais:

Submarino desaparecido: destroços são encontrados perto do Titanic e Guarda Costeira investiga

Simpsons ‘previram’ sumiço de submarino: veja outros eventos do futuro que a série adivinhou

Ex-piloto de submarino que desapareceu em missão ao Titanic denunciou problemas com segurança

Destroços

Os “destroços” foram encontrados por um robô na área de busca do submersível que desapareceu no domingo com cinco pessoas a bordo, quando se dirigia para visitar os destroços do Titanic no Atlântico Norte, informou a Guarda Costeira dos Estados Unidos nesta quinta-feira (22).

“Um campo de destroços foi descoberto na área de busca por um ROV (veículo de controle remoto) perto do Titanic”, anunciou a Guarda Costeira em sua conta no Twitter. “Os especialistas do comando unificado estão avaliando as informações”, acrescentou.

Corrida contra o tempo

A busca entrou em fase crítica nesta quinta-feira, já que as 96 horas de oxigênio de emergência à disposição do submersível Titan, da empresa privada OceanGate Expeditions, teriam se esgotado às 8h08 de hoje.

Apesar disso, as equipes de resgate mantêm as esperanças de encontrar os passageiros com vida.

“Continuamos vendo casos particularmente complexos em que a vontade de viver das pessoas também deve ser levada em consideração”, disse o contra-almirante da Guarda Costeira dos EUA, John Mauger, ao programa Today da NBC, pouco antes da nova descoberta.

Tripulação

A bordo estavam o milionário britânico Hamish Harding, presidente da empresa Action Aviation; o paquistanês Shahzada Dawood, vice-presidente da Engro, e seu filho Suleman - ambos também de nacionalidade britânica; o experiente mergulhador francês Paul-Henri Nargeolet; e Stockton Rush, CEO da OceanGate Expeditions, a empresa que opera o submersível, e que cobrava $ 250 mil dólares por turista (cerca de R$ 1,1 milhão na cotação atual).

Com informações da AFP

Jornalista graduada pelo Centro Universitário Newton Paiva em 2005. Atua como repórter de cidades na Rádio Itatiaia desde 2022
Leia mais