Ouvindo...

Times

Gerdau Minas campeão da Superliga Feminina: relembre a campanha do título

Time de Nicola Negro derrotou o Praia Clube neste domingo (21), por 3 sets a 1, no Geraldão, em Recife, e conquistou o sexto troféu da Superliga

Campeão da Superliga Feminina na temporada 2023/2024, o Gerdau Minas cresceu na reta final da competição para ficar com o título. Neste domingo (21), o time comandado por Nicola Negro derrotou o Praia Clube por 3 sets a 1, no Geraldão, em Recife, e conquistou o sexto troféu da Superliga.

Terceiro colocado na fase classificatória, o Gerdau Minas somou 15 vitórias e sete derrotas, com 48 pontos. Nas quartas de final, a equipe da rua da Bahia, de Belo Horizonte, eliminou o Fluminense ao vencer dois jogos na série melhor de três.

Já nas semifinais, o Gerdau Minas encarou o mesmo adversário da última temporada. Da mesma forma, as mineiras eliminaram, mais uma vez, o time do Osasco. As comandadas de Luizomar de Moura ficaram à frente na fase classificatória, em segundo lugar, com 51 pontos.

O jogo que classificou o Gerdau Minas para a final da Superliga acabou em confusão. Após o duelo, membros da comissão técnica de Osasco se revoltaram e foram para cima de funcionários da Federação Mineira de Vôlei (FMV) ainda em quadra. A Polícia Militar precisou ser acionada.

Título do Minas teve brilho de Peña

Para ficar com a taça, o Gerdau Minas contou com grande atuação da ponteira Yonkaira Peña. Contra o Praia, a dominica fez 23 pontos e foi quem mais cravou bolas no chão. Do outro lado, a ponteira russa Sofya Kuznetsova, maior pontuadora da Superliga, fez 17 pontos.

Com o troféu erguido na capital de Pernambuco, o Gerdau Minas ultrapassou Osasco e se tornou o segundo clube com mais títulos na Superliga. Com seis conquistas, a equipe de Belo Horizonte só fica atrás do Sesc Flamengo, antigo Rio de Janeiro, que já venceu a liga nacional em 12 temporadas.

Pela quinta temporada consecutiva, Gerdau Minas e Praia Clube mediram forças na decisão da Superliga. Apesar do equilíbrio entre os elencos, foi a quarta vez que o time da capital mineira conquistou a taça sobre o clube de Uberlândia.

Minas quebrou recorde na Superliga

Pela primeira vez na história do torneio nacional, o campeão da Superliga Feminina é do mesmo estado por seis temporadas consecutivas. A série começou com o Praia garantindo o título sobre o Rio de Janeiro, na temporada 2017/18. Depois, o Minas conquistou três títulos consecutivos diante da equipe de Uberlândia. No ano passado, o Dentil “deu o troco”.

Até então, a maior sequência havia sido estabelecida por cariocas. O Rio de Janeiro conquistou a Superliga de maneira consecutiva cinco vezes, de 2013 a 2017. Entre os anos de 1983 a 1987, times cariocas também conquistaram o troféu (Supergasbrás, Bradesco Atlântica e Lufkin).

Minas e Praia decidiram quinto título da temporada

Na temporada 2023/2024, além da Superliga Feminina, Minas e Praia disputaram as finais do Campeonato Mineiro, da Supercopa do Brasil, da Copa Brasil de Vôlei e do Campeonato Sul-Americano. A final era uma espécie de “tira-teima”, vencida pelo Minas.

Nas ocasiões, as comandadas de Paulo Coco conquistaram o estadual e a Copa Brasil. As minas-tenistas ficaram com o troféu da Superliga, da Supercopa e do Sul-Americano.

Os maiores campeões da Superliga Feminina

  1. Rio de Janeiro - 12 títulos
  2. Minas - 6 títulos
  3. Osasco - 5 títulos
  4. Supergasbrás, Sadia e Sorocaba- 3 títulos
  5. Fluminense e Praia Clube - 2 títulos
  6. São Caetano, Paulistano, Atlântica, Lufkin, Ribeirão Preto e Uniban - 1 título

Leia também


Participe dos canais do Itatiaia Esporte:

Leonardo Garcia Gimenez é repórter multimídia na Itatiaia. Natural de Arcos-MG e criado em Iguatama-MG. Passou também pela Record Minas.
Leonardo Parrela é repórter multimídia na área de esportes na Itatiaia. É formado em Jornalismo pela PUC Minas. Antes da Itatiaia, colaborou com Globo Esporte, UOL Esporte e Hoje Em Dia, onde cobriu Copa do Mundo, Olimpíada e grandes eventos.
Leia mais