Ouça a rádio

Ouvindo...

Times

Conheça a Polônia, adversária do Brasil na Liga das Nações de Vôlei Masculino

O Brasil disputará as quartas de final da Liga das Nações nesta quinta-feira (20), às 15h (de Brasília)

A Polônia será a adversária dos brasileiros nas quartas de final da Liga das Nações de Vôlei Masculino. O confronto será decidido em jogo único, na quinta-feira (20), às 15h (de Brasília), em Gdansk, na Polônia. O Brasil terá que sustentar a pressão da torcida local se quiser garantir uma vaga nas semifinais.

Na fase classificatória, os poloneses venceram dez das doze partidas disputadas, e ficaram na terceira posição da tabela. Por outro lado, os oito triunfos do Brasil deram a sexta colocação aos comandados de Renan dal Zotto.

Resultados das equipes durante a fase classificatória:

Polônia

Vitórias: França (3x1), Irã (3x2), Bulgária (3x2), Alemanha (3x2), Holanda (3x2), Itália (3x1), Eslovênia (3x2), Brasil (3x1), Canadá (3x0), Japão (3x0)

Derrotas: Sérvia (3x0), Estados Unidos (3x0)

Brasil

Vitórias: Alemanha (3x1), Argentina (3x2), Estados Unidos (3x1), Bulgária (3x0), Eslovênia (3x1), França (3x1), Holanda (3x0), China (3x0)

Derrotas: Cuba (3x2), Japão (3x2), Itália (3x1), Polônia (3x1)

Retrospecto

As duas equipes se enfrentaram na fase inicial. Em jogo válido pela terceira semana da Liga das Nações, os poloneses venceram os brasileiros por 3 a 1. A partida disputada em Pasay City, nas Filipinas, terminou com parciais de 25/23, 22/25, 25/21 e 25/21 a favor da Polônia.

Nas estatísticas, o Brasil se deu melhor no saque, com um ponto a mais (4 a 3) mas ficou para trás nos ataques pela mesma diferença (53 a 52). No bloqueio tudo igual: sete pontos para cada lado. Em relação aos erros, os poloneses erraram mais: 34 vezes conta 27 dos brasileiros. Tanto no sistema defensivo, quanto no passe, o Brasil foi mais eficiente.

Leon, cubano naturalizado polonês, foi o maior pontuador da partida, com 22 pontos. No lado verde e amarelo, o oposto Alan marcou 17 pontos e foi o destaque.

Formação das equipes

Na partida contra a Polônia pela fase inicial, Renan dal Zotto começou com Bruninho, Honorato, Lucarelli, Lucão, Judson, Alan e Maique. Otávio, Adriano, Vaccari, Cachopa, Felipe Roque e Flávio entraram durante o jogo.

Para a fase final, o Brasil poderá contar com Leal. O ponteiro, que não fez parte de nenhuma convocação para a Liga das Nações, está treinando no Centro de Desenvolvimento de Voleibol, em Saquarema, após se recuperar de desgastes no ombro e no joelho, e pode integrar o elenco em Gdansk.

Janusz, Leon, Bednorz, Klos, Kochanowski, Kurek e Zatorski foram os titulares da Polônia. Kaczmarek, Sliwka, Lomacz, Semeniuk, Huber e Popiwczak entraram durante a partida.

Estatísticas

Lucarelli e Alan estão no top-20 de maiores pontuadores da competição. Enquanto o ponteiro é o oitavo com 175 pontos, o oposto é o 12° com 162. O primeiro polonês a aparecer no ranking é Leon, na 41° posição com 96 pontos.

Nos bloqueios, o central Flávio está na 11° posição com 21, na frente dos poloneses Klos e Huber, 18° e 19° colocados com 16 pontos.

O saque é mais um fundamento de destaque para o Brasil. Lucarelli está na sétima posição do ranking com 17 aces. Kochanowski é o 21° com 11.

Veja os confrontos:

  • Confronto 1: Estados Unidos x França - 19/07 (quarta-feira), às 12h (de Brasília)

  • Confronto 2: Itália x Argentina - 19/07 (quarta-feira), às 15h (de Brasília)

  • Confronto 3: Japão x Eslovênia - 20/07 (quinta-feira), às 12h (de Brasília)

  • Confronto 4: Polônia x Brasil - 20/07 (quinta-feira), às 15h (de Brasília)

Graduada em Jornalismo pela PUC Minas e repórter do portal Itatiaia Esporte. Cobre outras modalidades, especialmente vôlei.
Leia mais