Ouça a rádio

Ouvindo...

Times

Procuradoria do STJD pede jogos do Sport sem torcida após atentado ao Fortaleza

Ônibus que levava a delegação tricolor foi atingido nesta quarta-feira (21) por pedras e bombas na Região Metropolitana do Recife (PE)

A Procuradoria da Justiça Desportiva ingressou, nesta sexta-feira (23), com uma Medida Inominada no Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) para solicitar que o Sport mande seus futuros jogos com portões fechados e perca a carga de ingressos como visitante. O pedido é feito logo após o ataque ao ônibus do Fortaleza, ocorrido nesta quarta (21).

O veículo que levava a delegação tricolor havia deixado a Arena de Pernambuco, palco do duelo entre os times, quando foi atingida por pedras e bombas. Seis jogadores do Leão do Pici ficaram feridos.

“Esse triste quadro fático que se distancia a cada dia do ‘estado de dever ser’ esculpido na legislação desportiva pátria, vem mostrando os riscos da periculosidade de atos praticados por torcedores do Sport Clube do Recife/PE à segurança dos futuros eventos a serem organizados pelo Clube, o qual tem o dever legal de preservar que seus torcedores cumpram as condições para acesso ou permanência no recinto desportivo, na forma do art. 158 da Lei 14.597/2023", diz um trecho da medida.

O texto cita ainda o artigo 79 do Regulamento Geral de Competições de 2023 da Confederação Brasileira de Futebol (CBF), que diz:

“Nos casos de violência e distúrbios graves, com fundamento no art. 175, § 2º do CBJD e no Código Disciplinar da FIFA, as partidas correspondentes à pena de perda de mando de campo poderão ser realizadas, por determinação do STJD, no mesmo estádio em que o clube manda seus jogos, com portões fechados ao público, vedada a venda de ingressos”.

Posição do Sport

Em nota, o Sport lamentou o ocorrido e disse que se colocou "à disposição para ajudar na apuração dos fatos e nas investigações, buscando identificar os envolvidos nesse ato criminoso”. Além disso, o presidente rubro-negro, Yuri Romão, solicitou uma reunião com o governo do estado para ajudar na identificação dos autores do atentado.

Posição da CBF

A diretoria de competições da CBF analisa se vai adiar dois jogos do Fortaleza. O problema para que isso aconteça é o calendário. A Itatiaia apurou que a Federação Cearense de Futebol (FCF) conversou com o presidente da confederação, Ednaldo Rodrigues, solicitando os adiamentos.

Na quinta pela manhã, o CEO da SAF do Fortaleza, Marcelo Paz, disse que o time não queria entrar em campo até que os seis jogadores feridos estiverem recuperados. Os casos mais graves são dos laterais Gonzalo Escobar e Dudu, que devem perder vários dias até de treinamento.

Os dois jogos analisados para adiamento são:

  • Copa do Brasil - Fluminense-PI x Fortaleza - 29 de fevereiro (quinta-feira) - 20h (de Brasília)
  • Copa do Nordeste - Botafogo-PB x Fortaleza - 5 de março (terça-feira) - 19h (de Brasília)
Leia também

Participe do canal da Itatiaia no Whatsapp e receba as principais notícias do dia direto no seu celular. Clique aqui e se inscreva.

Nuno Krause é correspondente da Itatiaia na região Nordeste. Formado pela Universidade Federal da Bahia (UFBA), acumula passagens por Bahia Notícias, Jornal A TARDE e Rádio Salvador FM. Atua no jornalismo esportivo desde 2019.
Leia mais