Ouvindo...

Times

Marquinhos aponta a Argentina como time a ser batido pela Seleção na Copa América

Jogador ressalta boa fase dos atuais campeões continentais e mundiais, mas lembra que equipes em momento pior podem vencer as melhores

Atual campeã continental e do mundo, a Argentina de Lionel Messi é o time a ser batido na Copa América, que começa nesta quinta-feira (20). Essa é a opinião do zagueiro Marquinhos, um dos líderes do elenco atual da Seleção Brasileira junto com Alisson e Danilo. O torneio nos Estados Unidos vai até 14 de julho.

“A atual campeã é sempre a equipe a ser batida. Mas independentemente do momento, nós vimos a Seleção Argentina ganhar da gente na Copa América e vivíamos momento melhor. Dentro de campo, muita coisa muda”, disse Marquinhos.

Na Copa América de 2021, realizada às pressas no Brasil por causa da pandemia de Covid-19, o Brasil perdeu a final para a Argentina dentro do Maracanã, no Rio, por 1 a 0, gol de Di Maria. O título foi o impulso necessário para os argentinos conquistarem um ano e meio depois, no Catar, a Copa do Mundo de 2022.

Marquinhos acredita que um título continental para essa equipe brasileira, com uma nova geração apontando e com um novo treinador, Dorival Júnior, pode ter efeito semelhante daqui a dois anos, na Copa do Mundo de 2026 nos Estados Unidos, México e Canadá.

“A Copa América é uma competição histórica e tem um peso grande ser campeão. A gente sabe a diferença do quanto é bom ganhar e do quanto é ruim perder. A gente passa essa informação para os que estão jogando pela primeira vez com a Seleção. Ser campeão, para o ciclo, é muito bom. Foi bom para a gente e para a Argentina. Pode criar uma onda positiva, um caminho vencedor”, disse o zagueiro do PSG-FRA.

Dorival Júnior assumiu no início de 2024, substituindo a Fernando Diniz, e ainda não perdeu. São duas vitórias e dois empates, com oito gols a favor e seis contra. Consertar problemas defensivos é a principal tarefa do treinador para iniciar sua primeira competição oficial.

“Por mais que joguemos juntos há um tempo, a transição [de treinador] tem detalhes que precisamos melhorar. A gente viu essas coisas no treinamento, com vídeos, questões táticas, defesa, ataque, cobertura, transição. São detalhes que sempre podemos melhorar, aperfeiçoar a calibrar mais”, disse Marquinhos.

A tendência é que Marquinhos e Beraldo sejam os titulares da defesa na estreia da Seleção Brasileira na Copa América, na próxima segunda-feira (24), às 22h (de Brasília) contra a Costa Rica, no SoFI Stadium, em Inglewood, na região de Los Angeles. Ambos jogam juntos no PSG.

A Copa América

O torneio terá 16 participantes, dez da América do Sul e seis da Concacaf (Confederação das Américas do Norte e Central). São quatro grupos de quatro, com confrontos dentro das chaves, e os dois primeiros de cada se classificando para as quartas de final. A partir daí são jogos eliminatórios até se conhecer o campeão.

Os jogos do Brasil na primeira fase

  • 24/06 Brasil x Costa Rica, no SoFI Stadium, em Inglewood (região de Los Angeles) - 22h (de Brasília)
  • 28/06 Brasil x Paraguai, no Allegiant Stadium, em Las Vegas - 22h (de Brasília)
  • 02/07 Brasil x Colômbia, no Levi’s Stadium, em Santa Clara (região de San Francisco) - 22h (de Brasília)

Veja os grupos da Copa América

Grupo A

  • Argentina
  • Peru
  • Chile
  • Canadá

Grupo B

  • México
  • Equador
  • Venezuela
  • Jamaica

Grupo C

  • Estados Unidos
  • Uruguai
  • Panamá
  • Bolívia

Grupo D

  • Brasil
  • Colômbia
  • Paraguai
  • Costa Rica
Leia também


Participe dos canais do Itatiaia Esporte:

Formado em jornalismo pela PUC-Campinas em 2000, trabalhou como repórter e editor no Diário Lance, como repórter no GE.com, Jornal da Tarde (Estadão), Portal IG, como repórter e colunista (Painel FC) na Folha de S. Paulo e manteve uma coluna no portal UOL. Cobriu in loco três Copas do Mundo, quatro Copas América, uma Olimpíada, Pan-Americano, Copa das Confederações, Mundial de Clubes, Eliminatórias e finais de diversos campeonatos.
Leia mais