Ouvindo...

Times

Brasileirão sem rebaixamento? Renato e presidente do Grêmio se manifestam

Medida é um desejo do Tricolor Gaúcho, mas decisão depende da CBF e dos demais clubes da Série A

Renato Gaúcho, técnico do Grêmio, voltou a falar sobre a possibilidade de não haver rebaixamento nesta edição da Série A do Campeonato Brasileiro. Em entrevista coletiva nesta sexta-feira (24), o treinador gremista reafirmou que esse é um desejo do Tricolor Gaúcho, mas que a decisão terá que ser tomada juntamente à CBF e os demais clubes da competição.

“Tenho falado com alguns treinadores. Agradeço, sem dar nomes. Eles têm sido solidários e têm o mesmo pensamento de não ter rebaixados neste ano. A gente opina, mas não cabe a nós tomarmos essa decisão. Essa decisão, como o presidente falou, é dos presidentes dos clubes com a CBF”, disse.

Leia também

O presidente do Grêmio, Alberto Guerra, foi na mesma linha de seu treinador. Vale lembrar que a Confederação anunciou, no última dia 15, a suspensão de duas rodadas do Brasileirão, mas a competição será retomada no próximo fim de semana.

“A gente está conversando entre os times do Rio Grande do Sul que foram atingidos nessa tragédia. Essa (não ter rebaixamento) pode ser uma possibilidade, assim como pode não ser. Temos que escutar o que pensam os demais clubes e a CBF”, pontuou.

Calendário do Grêmio

Sem jogar há quase um mês, o Tricolor Gaúcho voltará a campo na próxima quarta-feira (29), às 19h (de Brasília), contra o The Strongest, da Bolívia, em jogo válido pela sexta rodada da fase de grupos da Copa Libertadores. Depois, o Grêmio enfrentará, em um intervalo de nove dias, o Red Bull Bragantino, pelo Campeonato Brasileiro, além do Huachipato, do Chile e o Estudiantes, da Argentina, ambos pela competição continental.


Participe dos canais do Itatiaia Esporte:

Jornalista pela PUC Minas, Filipe Sodré é repórter multimídia no portal Itatiaia Esporte. Antes, passou por LANCE! e Esporte News Mundo. Tem experiência na cobertura esportiva diária, além de vídeos e podcasts.
Leia mais