Ouça a rádio

Ouvindo...

Times

Fernando Diniz comenta volta por cima de Jhon Arias no Fluminense

Contratado em 2021, meia pensou em deixar o clube e o futebol, depois de viver um drama familiar

O título da Recopa Sul-Americana, do Fluminense, passou pelos pés de Jhon Arias. O colombiano foi autor dos dois gols na vitória por 2 a 0 sobre a LDU-EQU, no Maracanã, e ganhou elogios do chefe, Fernando Diniz.

Leia também

Contratado em 2021, Arias só foi ganhar espaço suficiente para mostrar seu valor no Fluminense em 2022. E de lá para cá deu a volta por cima e se tornou um dos principais jogadores atuando no Brasil.

“Quando cheguei aqui era um talento imenso que só precisava de ajuda para dar conta de todo esse talento que tinha. Aos poucos ele foi reconhecendo a capacidade e tendo mais confiança naquilo que já tinha de talento. Além do talento, também é uma pessoa excepcional. É um menino muito sensível, culto, inteligente e das pessoas que melhor me lêem. Não foi uma conexão fácil. Fomos indo, indo, indo e o negócio pegou. Ele ajuda o time a empurrar para frente e para cima. Ele está numa curva ascendente e sem parada”, celebrou Diniz.

O comandante não perdeu a oportunidade de destacar as valências do camisa 21, que já soma com a camisa tricolor 151 jogos com 32 gols e 35 assistências.

“É um jogador muito diferente, que joga com alegria, confiança, com felicidade e convive com isso. E isso exemplifica muito quem muda a vida por causa do futebol. É uma pessoa que tem a autoestima totalmente em dia. É muito gratificante ver isso”, disse.

Arias agradece ao Fluminense

Quando chegou em 2021, Arias jogou 21 partidas e teve atuação discreta. O jogador viveu um drama familiar e por muito pouco não pensou em deixar o futebol.

“O Fluminense tem sido um clube muito importante para mim, para a minha caminhada. É um clube que me deixa com uma sensação de muita gratidão. Todo o pessoal me acolheu num momento muito difícil na minha vida. O futebol vai além das quatro linhas e eu estava muito machucado com o que aconteceu com a minha avó. O Fluminense conseguiu realmente me salvar. Quem sabe o que aconteceria comigo?”, disse o meia aliviado.

Um dos principais jogadores do clube, Arias já rejeitou ofertas do Zenit e Krasnodar, ambos da Rússia, mas o clube acredita que no meio do ano dificilmente vai conseguir segurar o jogador.

Participe do canal da Itatiaia no Whatsapp e receba as principais notícias do dia direto no seu celular. Clique aqui e se inscreva.

Jornalista esportivo desde 2006 e com passagens por Lance!, Extra e assessorias de marketing esportivo. É correspondente da Itatiaia no Rio de Janeiro. Tem pós-graduação em Jornalismo Esportivo e formação em Análise de Desempenho voltado para mercado.
Leia mais