Ouça a rádio

Ouvindo...

Times

William, do Cruzeiro, relembra briga generalizada em jogo: ‘Queriam me matar’

Lateral-direito William contou ter entrado em briga durante partida pelas categorias de base do Juventude

Lateral-direito do Cruzeiro, William relembrou episódio de quando participou de briga generalizada durante partida pelas categorias de base do Juventude. O desentendimento aconteceu em clássico contra o Internacional. Durante entrevista nessa segunda-feira (28) ao canal ‘Duda Garbi’, ele contou que até mesmo familiares precisaram entrar em campo.

“Eu tinha medo de ir para o Inter. Antes de ir, umas duas semanas antes, eu estava no Juventude, e houve um jogo contra o Inter. Nesse jogo, fechou a pauleira. Meu tio entrou no campo, meu irmão. Os caras correndo atrás de mim. É porque eu era o capitão do Juventude. Atacante, camisa 10”, contou William.

“Nesse jogo, acabou, e um amigo meu ficou no meio dos caras. Ele pegou e cuspiu no cara do Inter. Eu fui tirar ele, e aí começou a pauleira. Daí, quando cheguei no Inter, todo mundo queria me matar. Nós empatamos esse jogo. Foi 1 a 1, e eu fiz o gol ainda”, finalizou.

O jogo em questão aconteceu em 2012, quando William deixou o Juventude para acertar com o Internacional. Com a camisa colorada, o defensor, que na época atuava como ponta-direito, conseguiu ter grande evolução e subiu para o profissional em 2015. Ele só deixou Porto Alegre em 2017, quando se transferiu para o Wolfsburg, da Alemanha.

Jornalista pela PUC Minas, Pedro Leite é repórter de esportes da Itatiaia. Tem experiência na cobertura diária de portais, redes sociais e jornal impresso. Apaixonado por futebol, já passou pelo Superesportes.
Leia mais