Ouvindo...

Times

Atlético perde para o Peñarol, e ‘invencibilidade dupla’ cai no Uruguai

Já classificado às oitavas da Libertadores, Galo foi derrotado por 2 a 0 pelos Carboneros

Líder isolado do Grupo G da Copa Libertadores, com 12 pontos conquistados, e já classificado às oitavas de final, o Atlético sofreu a primeira derrota sob comando do técnico argentino Gabriel Milito; também foi a primeira para o adversário. Nesta terça-feira (14), o Alvinegro foi derrotado por 2 a 0 pelo Peñarol-URU, em duelo disputado no Estádio Campeón del Siglo, em Montevidéu.

No 13º confronto sob comando do argentino, o time mineiro viu os donos da casa marcarem os dois tentos na segunda etapa e chegarem aos nove pontos.

O Galo voltará a campo no domingo (19) e vai encarar o Bahia, pelo Campeonato Brasileiro. A partida, na Arena MRV, em Belo Horizonte, está marcada para 16h (de Brasília) e será válida pela sétima rodada da competição mais importante do país.

Leia também

Frio intenso

Os dias em Montevidéu têm sido de frio intenso. Na noite desta terça, os termômetros apontavam 10 graus antes de a bola rolar para o duelo do torneio de clubes mais importante da América do Sul.

Retrospecto favorável ao Galo

Antes de a bola rolar no Campeón del Siglo, o Atlético ostentava retrospecto totalmente favorável contra o Peñarol. Em seis partidas disputadas com os uruguaios, foram três vitórias brasileiras e três empates. Até então, nenhum revés.

Time sem Scarpa

Para encarar a equipe uruguaia, o técnico Gabriel Milito optou por mudança. Ele colocou Gustavo Scarpa no banco de reservas e promoveu a entrada do zagueiro Jemerson. O camisa 34 atuou pelo lado esquerdo, dando mais liberdade para que Arana chegasse ao ataque.

O time, inclusive, foi o mesmo que iniciou o duelo com o Cruzeiro, que valeu o título do Campeonato Mineiro. No Mineirão, como visitante, o Alvinegro derrotou a Raposa por 3 a 1 e ficou com o caneco.

Otávio lesionado

Logo aos 17 minutos, o volante Otávio deixou o campo e foi substituído por Igor Gomes. Ele deixou o campo fazendo sinal de estiramento na coxa esquerda.

Peñarol com as melhores oportunidades

A primeira etapa do duelo foi marcada por pelo menos duas grandes chances criadas pelos donos da casa. Já classificado às oitavas, o Galo passou por sustos, mas a pontaria dos Carboneros não funcionou. Quando Everson não precisava trabalhar, os atacantes erravam a mira.

Nos primeiros 45 minutos (mais acréscimo), o ataque atleticano pouco produziu e não levou perigo ao goleiro Aguerre. O time, apesar de quase ter sido vazado, foi quem mais controlou a bola.

Mexeram no intervalo

Para a volta do intervalo, Milito e Aguirre promoveram substituições. O treinador atleticano tirou Alan Franco e colocou o chileno Eduardo Vargas; o uruguaio, por sua vez, sacou Sequeira e deu oportunidade a Lucas Hernández, ex-Galo.

Nova mexida no Galo

Aos 11 minutos, Jemerson deu lugar ao atacante Alisson. Foi uma mexida ousada do Marechal. O comandante atleticano deixou Saravia como zagueiro e o prata da casa ficou pelo lado direito.

Gol do Peñarol

Aos 25 minutos, a “Lei do ex” entrou em ação no Campeón del Siglo. Após vacilo da defesa atleticana, Hernández deu um chutaço e estufou a rede de Everson, levando o estádio à loucura.

Ampliou e fim de papo

Aos 31, foi a vez de Silveira deixar o dele. Aproveitando rebote do goleiro atleticano, o camisa 11 marcou e correu para o abraço, ampliando o marcador.

Nos minutos seguintes, o Galo até tentou furar o bloqueio da defesa uruguaia, mas sem sucesso.

Peñarol 2 x 0 Atlético

Peñarol

Washington Aguerre; Pedro Milans, Léo Coelho, Guzmán Rodríguez e Maxi Olivera; Leo Fernández, Eduardo Darias, Damián García e Gastón Ramírez (Ignacio Sosa); Maxi Silvera (Acosta) e Leo Sequeira (Lucas Hernández). Técnico: Diego Aguirre.

Atlético

Everson; Saravia, Jemerson (Alisson), Bruno Fuchs e Guilherme Arana; Otávio (Igor Gomes), Battaglia, Alan Franco (Vargas) e Zaracho; Paulinho e Hulk. Técnico: Gabriel Milito.

Gols: Lucas Hernández, aos 25 minutos do segundo tempo, e Silvera, aos 31, para o Peñarol
Cartões amarelos: Darias, Sosa, Milans (PEN); Alan Franco, Paulinho, Bruno Fuchs e Eduardo Vargas (CAM)

Motivo: 5ª rodada do Grupo G da Copa Libertadores
Local: Estádio Campeón del Siglo, em Montevidéu, no Uruguai
Data e horário: terça-feira, 14 de maio, às 19h (horário de Brasília)
Árbitro: Wilmar Roldán (COL)
Assistentes: Alexander Guzmán (COL) e Jhon Gallego (COL)
VAR: Leonardo Mosquera (COL)


Participe dos canais do Itatiaia Esporte:

Henrique André é repórter multimídia e setorista do Atlético na Itatiaia. Acumula passagens por Uol Esporte, Jornal Hoje em Dia e outros veículos. Participou da cobertura de grandes eventos, como Copas do Mundo (2014-18) e Olimpíada (2016-2021).
Leia mais