Ouvindo...

Times

Santos cria pouco, perde para o Operário e conhece a quarta derrota seguida na Série B

Equipe santista não conseguiu se impor e sofreu para criar oportunidades de gol em Ponta Grossa (PR)

O Santos pouco criou e acabou superado pelo Operário (PR) nesta sexta-feira (14), por 1 a 0, pela 10ª rodada da Série B do Campeonato Brasileiro. O resultado estende a sequência para quatro jogos sem vitórias do Peixe nesta Série B, seguida de derrotas para América, Botafogo (SP) e Novorizontino.

O Peixe não conseguiu se impor sobre seu adversário em praticamente nenhum momento do jogo. Mesmo tendo sofrido o gol ainda na primeira etapa, a equipe de Fábio Carille pouco conseguiu se movimentar para furar o bloqueio adversário.

O tento veio dos pés do zagueiro Willian Machado, em um lance que expôs mais uma fragilidade do Santos nesta Série B. O defensor se aproveitou de pane geral da defesa santista após escanteio cobrado na grande área.

Nos acréscimos, Julio Furch aproveitou cruzamento de Rodrigo Ferreira e empatou a partida para o Santos. O argentino, porém, estava em posição de impedimento.

O próximo compromisso do Santos será no dia 19 de junho, diante do Goiás, na Vila Belmiro. Dois dias antes, o Operário encara a Chapecoense fora de casa.

Vencer ou vencer

Após um início bastante positivo na Série B, com quatro vitórias nas primeiras cinco rodadas, o Santos se desencontrou e vive um momento negativo. Nas últimas três partidas, foram três derrotas, para América, Botafogo-SP e Novorizontino.

A pressão sobre o técnico Fábio Carille, naturalmente, cresceu. Até por isso, o Santos entrou em campo visando não só uma resposta ao torcedor, mas também o retorno à zona de classificação à Série A, de onde estava a dois pontos.

Ataque novo no Peixe

Para a partida, o técnico Fábio Carille optou por fazer mudanças impactantes no setor de ataque. Foram duas trocas nas beiradas do campo, com as saídas de Weslley e Otero para entrada de Pedrinho e Hayner - este, lateral de origem, jogou improvisado.

No banco de reservas, o treinador alvinegro pôde contar com o retorno do atacante Guilherme, recuperado de lesão. Ele não atuava desde o dia 11 de maio, na derrota do Peixe para o Amazonas, por 1 a 0.

Zagueiro-artilheiro

O Operário abriu o placar no Estádio Germano Krüger com o zagueiro Willian Machado, aos 21 minutos do primeiro tempo. O zagueiro se aproveitou de pane no sistema defensivo do Peixe e precisou somente deslocar Gabriel Brazão para abrir o placar.

Foi o segundo gol do defensor nesta edição da Série B. Ele já havia ido às redes no empate diante da Ponte Preta, na quinta rodada.

Pouca ambição

Mesmo atrás no placar, e ciente da importância de se reencontrar com as vitórias, o time do Santos pareceu pouco impactado com o contexto. O segundo tempo do Peixe, no qual a equipe prometia uma proposta mais ofensiva, ficou longe de aproximar a equipe do gol de empate.

Carille até tentou jogar a equipe para a frente com a entrada de Otero no lugar de Gonzalo Escobar. Sem sucesso, porém.

Gol de artilheiro! Mas anulado

Aos 52 minutos do segundo tempo, o Santos buscou o improvável empate em Ponta Grossa. O gol, porém, foi anulado por impedimento de Julio Furch.

A jogada se iniciou em belo cruzamento de Rodrigo Ferreira, que buscou cruzamento no segundo pau para Furch. O argentino, que estava levemente adiantado, cabeceou para o gol.

Operário 1x0 Santos

Operário

Rafael Santos; Ocampos (Fagner Alemão), Joseph, Willian Machado e Pará; Índio (Vinícius Diniz), Jacy e Pedro Lucas; Maxwell, Daniel Lima e Jacy. Técnico: Rafael Guanaes.

Santos

Gabriel Brazão; JP Chermont, Gil, Joaquim e Gonzalo Escobar (Otero); João Schmidt, Diego Pituca e Giuliano; Pedrinho (Guilherme), Hayner e Willian Bigode (Julio Furch). Técnico: Fábio Carille.

Motivo: décima rodada da Série B do Brasileirão
Data e horário: 14 de junho de 2024 (sexta-feira), às 19h (de Brasília)
Local: Estádio Germano Krüger, em Ponta Grossa (PR)
Árbitro: Alex Gomes Stefano
Auxiliares: Raphael Carlos de Almeida Tavares dos Reis e Daniel de Oliveira Alves Pereira
VAR: Rodrigo Nunes de Sá (VAR-FIFA)
Gols:
William Machado (21 min 1ºT), para o Operário

Cartões amarelos:
Jacy, para o Operário
Hayner, Gil, Pedrinho e João Schmidt, para o Santos
Cartões vermelhos:

Leia também


Participe dos canais do Itatiaia Esporte:

Jornalista formado pela Universidade Presbiteriana Mackenzie. Responsável por acompanhar o dia a dia de Corinthians e Santos pela Itatiaia Esporte. Passagem também como repórter do portal Meu Timão
Leia mais