Ouvindo...

Times

Carpini elogia jogo do Vitória contra o Atlético, mas pede: ‘Sem euforia’

Técnico ressaltou que a briga do Leão ainda é contra o rebaixamento da Série A do Campeonato Brasileiro

O técnico Thiago Carpini gostou do jogo que o Vitória apresentou contra o Atlético, nesta quinta-feira (20), pela 10ª rodada da Série A do Campeonato Brasileiro. Dentro do Barradão, o Leão bateu o Galo por 4 a 2 e deixou a zona de rebaixamento da competição.

No entanto, o comandante pediu “pés no chão” para o time e destacou que a briga ainda é para não cair para a Série B.

“Em relação ao jogo: não acontece sempre um placar elástico dessa maneira. [Mas] Não nos permitimos tirar os pés do chão. Vamos resgatando a confiança e entendendo o que é proposto. Ficamos feliz pelo que aconteceu, mas página virada. Sem euforia demais. Vamos na linha do equilíbrio. Ainda é uma competição de recuperação. Vamos sofrer bastante, ter dificuldades”, avaliou o técnico, em entrevista coletiva.

Com o resultado desta quinta, o Rubro-Negro baiano chegou à terceira partida seguida sem derrotas. Empatou com Cuiabá e Juventude e venceu Internacional e Atlético. Para Carpini, porém, o estilo de jogo ainda está longe do que ele deseja e o clube tem que se movimentar na próxima janela de transferências.

“O desafio do treinador é se adaptar àquilo que ele tem. Estou tentando criar os estímulos diários para que os atletas produzam o que acredito e entendo de futebol. Gosto de um jogo mais controlado, mas uma mudança de comportamento requer um pouco de tempo. Está melhorando, mas está muito distante do que vejo como ideal. A entrega, o compromisso, fantásticos. Precisamos de algumas peças pontuais para elevar os aspectos que podem e devem ser melhores”, disse.

Poupar contra o RB Bragantino?

O próximo desafio do Vitória na temporada é contra o RB Bragantino. No domingo (23), o Leão visita o Massa Bruta no Nabi Abi Chedid, às 18h30 (de Brasília), pela 11ª rodada do Brasileirão.

Carpini ganhou mais dois desfalques para este compromisso: o zagueiro Camutanga, que sentiu a coxa antes do duelo contra o Atlético, e o volante Caio Vinícius, que o substituiu, recebeu o terceiro cartão amarelo e está fora. Além disso, o técnico assumiu que pode poupar Matheusinho, que está desgastado.

“Vai ser difícil não poupar. Não tenho Camutanga, Caio que adaptamos está fora, Matheusinho muito desgastado. Matheus tinha que ter ficado de fora hoje, mas, pelo aspecto emocional do atleta, pelo erro no último jogo, eu não poderia subentender que ele estava sendo punido. Conversei: faz os 45, você é um cara importante, continua tendo a minha confiança, e nesse contexto te tirar não seria legal”, disse.

Leia também


Participe dos canais do Itatiaia Esporte:

Nuno Krause é correspondente da Itatiaia na região Nordeste. Formado pela Universidade Federal da Bahia (UFBA), acumula passagens por Bahia Notícias, Jornal A TARDE e Rádio Salvador FM. Atua no jornalismo esportivo desde 2019.
Leia mais