Ouça a rádio

Ouvindo...

Times

Com expulsões e gol de pênalti no fim, Flamengo vence Atlético-GO pelo Brasileirão

Fora de casa, Rubro-Negro teve superioridade numérica e conseguiu gol aos 56' do segundo tempo

Em jogo recheado de polêmicas, o Flamengo venceu o Atlético-GO por 2 a 1, no Serra Dourada, em Goiânia, pela primeira rodada do Campeonato Brasileiro. O time da casa teve dois jogadores expulsos, perdeu um pênalti e viu o time carioca garantir a vitória com gol nos acréscimos em cobrança de penalidade.

O Flamengo abriu o placar no primeiro tempo, em golaço de falta de Nicolás de la Cruz. O lance aconteceu logo depois da expulsão de Alix Vinicius, do Atlético-GO. O Dragão empatou no segundo tempo, com Luiz Fernando.

O time da casa teve a chance de virar o jogo, com Shaylon, em cobrança de pênalti, mas ele acertou a trave. Nos acréscimos, Maguinho cometeu pênalti e foi expulso. Na cobrança , Pedro deu números finais ao jogo.

A vitória deixa os comandados de Tite na segunda posição, atrás do Athletico-PR, enquanto Dragão fica em 19° lugar, sem nenhum ponto.

Na próxima rodada do Brasileirão, o Flamengo recebe o São Paulo, nesta quarta-feira, às 21h30 (de Brasília), no Maracanã. O Atlético-GO tem mais um carioca pela frente e visita o Botafogo, nesta quinta-feira, às 21h30, no Nilton Santos.

Leia também

O jogo

Tite teve um desfalque de última hora no Flamengo. Varela apresentou um quadro viral com febre e dores pelo corpo. O lateral-direito, então, foi cortado. Ayrton Lucas foi deslocado para a direita, enquanto Viña entrou na esquerda.

A primeira chegada de mais perigo foi do Atlético-GO. Após cruzamento pela esquerda, Shaylon apareceu na área e cabeceou, aos cinco minutos. Rossi defendeu com segurança. O Flamengo respondeu dois minutos depois. Everton Cebolinha arriscou da entrada da área. A bola passou perto da trave.

O técnico Jair Ventura foi expulso logo aos 13 minutos. Ele pediu cartão para Pulgar, que fez falta. Jair cobrou a arbitragem de forma veemente e levou o vermelho. Tite não concordou e deu apoio a Jair. Aos 18, Arrascaeta desceu pela direita e achou Cebolinha na área. Contudo, a finalização dele desviou na zaga e foi para fora.

Aos 33, Rossi fez grande defesa em chute de Emiliano Rodríguez. O atacante recebeu cruzamento na área e emendou. O goleiro argentino salvou o Flamengo. O clube carioca melhorou na reta final do primeiro tempo. Aos 46 minutos, Pedro ficou no mano a mano com Alix Vinicius. O zagueiro do Atlético-GO, que era o último homem, fez a falta e foi expulso. De La Cruz, aos 50 minutos, cobrou a falta com maestria, no ângulo, e fez 1 a 0 no Serra Dourada. Foi o primeiro gol do uruguaio com a camisa do Flamengo.

Tite mudou no intervalo. Ele colocou Bruno Henrique no lugar de Cebolinha, que sentiu dores no tornozelo esquerdo. Aos 14, Léo Pereira desviou após cobrança de escanteio e assustou. O Flamengo vacilou na sequência e saiu jogando mal. Mesmo com um a menos, o Atlético-GO, então, deu o bote e empatou aos 17 minutos. Após cruzamento da direita, Luiz Fernando ganhou pelo alto e fez 1 a 1.

Aos 22 minutos, Léo Pereira fez uma lambança. Luiz Felipe, que havia entrado no Atlético-GO, tentou atrapalhar a reposição de Rossi. O zagueiro do Flamengo, então, deu um tranco no rival, na área. O árbitro marcou pênalti. Shaylon, contudo, acertou a trave.

Na sequência, Viña e Adriano Martins se chocaram na área. O zagueiro do Atlético-GO teve sangramento na testa, enquanto o uruguaio saiu pelo protocolo de concussão. Tite colocou Gerson, que não atuava desde fevereiro, no lugar de Viña. O técnico do Fla também promoveu a estreia de Carlinhos. Ele entrou no lugar de Léo Pereira.

Aos 37, o Atlético-GO virou. Baralhas ficou com rebote e bateu no canto. A arbitragem assinalou impedimento de Emiliano no lance anterior, milimétrico e difícil. O VAR ratificou o impedimento. Aos 45, Ayrton Lucas acertou o travessão.

No fim, no abafa, o Flamengo chegou à vitória, com toque de polêmica. O VAR recomendou revisão de lance após disputa entre Maguinho e Bruno Henrique. O lateral, no alto, acertou o cotovelo no atacante. Pedro, de pênalti, deu a vitória ao Flamengo, aos 52 minutos.

ATLÉTICO-GO 1 X 2 FLAMENGO

Atlético-GO

Ronaldo; Maguinho, Adriano Martins (Pedro Henrique), Alix Vinicius e Guilherme Romão; Rhaldney (Yony González), Baralhas e Shaylon; Alejo Cruz (Luiz Felipe), Luiz Fernando (Max) e Emiliano Rodríguez (Derek). Técnico: Jair Ventura.

Flamengo

Rossi; Ayrton Lucas, Fabrício Bruno, Léo Pereira (Carlinhos) e Viña (Gerson); Erick Pulgar, De La Cruz (Lorran) e Arrascaeta; Everton Cebolinha (Bruno Henrique), Luiz Araújo (Victor Hugo) e Pedro. Técnico: Tite.

Gols
Atlético-GO: Luiz Fernando (aos 17' do 2ºT)

Flamengo: De La Cruz (aos 50' do 1ºT, e Pedro, aos 57' do 2ºT)

Cartões amarelos: Rhaldney, Alejo Cruz, Guilherme Romão, Adriano Martins e Vagner Love (Atlético-GO) e Fabrício Bruno e Arrascaeta (Flamengo)
Cartões vermelhos: Jair Ventura, Alix Vinicius e Maguinho (Atlético-GO)

Local: Serra Dourada, Goiânia (GO)
Data: 14 de abril de 2024, domingo
Horário: 16 horas (de Brasília)
Árbitro: André Luiz Skettino Policarpo Bento (MG)
Assistentes: Felipe Alan Costa de Oliveira (MG) e Leonardo Henrique Pereira (MG)
VAR: Wagner Reway (VAR-Fifa-ES)


Participe dos canais do Itatiaia Esporte:

Túlio Kaizer é jornalista esportivo com grande experiência no digital. Foi setorista dos três grandes clubes do futebol mineiro: América, Atlético e Cruzeiro. Cobre também basquete, vôlei, esportes americanos, esportes olímpicos e e-sports.
Leia mais