Ouça a rádio

Ouvindo...

Times

Atlético monitora atacante Luis Henrique, sonho antigo do clube

Atacante retornou ao Olympique Marseille, da França, após empréstimo ao Botafogo em 2023

Luis Henrique disputou a última edição do Campeonato Brasileiro pelo Botafogo

Luis Henrique disputou a última edição do Campeonato Brasileiro pelo Botafogo

Vitor Silva/Botafogo

O Atlético segue atento ao mercado da bola e em busca da contratação de um atacante que atue pelo lado do campo.

Desta vez, o nome de um sonho antigo volta à pauta do clube. Conforme apurou a Itatiaia, nesta terça-feira (16), Luis Henrique, ex-Botafogo, é um dos alvos da diretoria do Alvinegro, que monitora a situação do atleta de 22 anos.

O único reforço anunciado pelo clube, até aqui, foi o meia Gustavo Scarpa, de 30 anos, que estava no Olympiacos, da Grécia.

Vendido em 2020 pelo clube carioca ao Olympique Marseille, da França, o ponta retornou ao Brasil no ano passado. Naquele momento, ele já recebia sondagens dos mineiros. Em 69 partidas disputadas pelo time de General Severiano, o atacante marcou seis gols e deu outras quatro assistências.

Com vínculo até junho de 2025 com o clube francês, o atacante não esconde o desejo de ser repatriado. Contudo, para isso acontecer, o interessado deverá desembolsar cerca de 7 a 8 milhões de Euros (cerca de R$ 37 milhões a R$ 43 milhões na cotação atual). Esta, segundo fonte ligada ao jogador, seria a pedida inicial dos europeus.

Ainda conforme apurou a reportagem, além do Galo, outros clubes brasileiros têm interesse na contratação de Luis Henrique. Neste momento, inclusive, não há nenhuma negociação em estágio avançado.

Atlético não se manifesta

Como de praxe, o Atlético não se manifesta sobre movimentação no mercado da bola e só se manifesta sobre reforços com o martelo batido.

Henrique André é repórter multimídia e setorista do Atlético na Itatiaia. Acumula passagens por Uol Esporte, Jornal Hoje em Dia e outros veículos. Participou da cobertura de grandes eventos, como Copas do Mundo (2014-18) e Olimpíada (2016-2021).
Leia mais