Ouvindo...

Times

Brenner, do América, diz como experiência ajuda jovens atacantes do elenco

Aos 30 anos, jogador é um dos mais velhos do ataque americano e destacou conversas com companheiros de posição mais novos

Mesmo com 30 anos, Brenner é um dos jogadores mais experientes do elenco do América e o segundo mais velho dentre os atacantes. Nas últimas partidas, ele vem sendo opção como centro-avante, assim como Renato Marques, dez anos mais novo, e revelou como é a passagem de experiência entre diferentes gerações de atletas.

Leia também

“Me coloco muito no lugar dele quando isso aconteceu comigo. Quando eu era mais novo, tive um cara que me ajudou muito no Juventude, que era o Zulu, e eu tento fazer da mesma maneira. Ajudar, dar conselhos no que eu posso, também pergunto se deseja receber [conselhos], mas ele é um menino super do bem, que recebe as coisas pelo lado positivo”, afirmou em entrevista coletiva nesta terça-feira (9).

Brenner falou ainda que o contato com os mais jovens não se restringe apenas àqueles de mesma posição. Na vitória sobre o Operário, no sábado (6), o atacante deu assistência para Adyson, outra promessa da equipe, e falou sobre a ansiedade dos mais novos para marcar gols o quanto antes.

“Quando a gente conversa no vestiário, falamos que quando a gente é novo, fica essa coisa de querer fazer o gol logo e eu sempre falo que vai sair no momento certo. Ele [Adyson] é outro menino super ‘cabeça boa’, que recebe as coisas pelo bom lado e sabíamos que ele ia encontrar o caminho das redes”, completou Brenner.

Contratado no começo de 2024 após passagem pelo futebol do Peru, Brenner soma dois gols e uma assistência em 14 jogos pelo Coelho. No sábado (13), ele deve ser opção mais uma vez na partida diante do Sport, fora de casa, pela 15ª rodada da Série B do Campeonato Brasileiro.


Participe dos canais do Itatiaia Esporte:

Jornalista formado na PUC Minas. Experiência com reportagens, apresentação e edição de texto em televisão, rádio e web. Vivência em editorias de Cidades e Esportes.
Leia mais