Ouvindo...

Times

Romário explica motivo por não ter entrado em campo pelo América-RJ

Atacante e presidente do clube, ficou os 90 minutos no banco de reservas, diante do Petrópolis, na sua volta ao futebol

A expectativa de ver Romário em campo acabou frustrada para quem foi acompanhar de perto a vitória do América-RJ contra o Petrópolis, neste sábado (18), pela Série A2 do Campeonato Carioca. O Baixinho ficou apenas no banco e sequer aqueceu.

Presidente do clube, o veterano Senador da República explicou que tinha conversado com o técnico Marcos Alexandre sobre a possibilidade de atuar na estreia. Ele está inscrito para a disputa do torneio.

“Não é nem um pouco comum eu ficar no banco. Mas dessa vez não mandarei o treinador embora (risos). Estava tudo combinado, tudo certo. Por mais que fosse um minutinho, seria legal jogar. Mas a gente tem que entender principalmente que todos estamos fazendo um trabalho muito sério aqui no America. Prioriza o que é mais importante, a parte técnica. Isso prevaleceu hoje. Estreia interessante, torcida feliz, vamos seguir neste caminho”, revelou.

Após a brincadeira sobre o técnico, Romário explicou exatamente o que estava conversado com a comissão técnica americana.

Leia também

“Brincadeiras à parte, claro que quem determina, escala, dá orientações é o nosso treinador. Um cara em quem eu confio muito. Que tem feito um trabalho de excelência. Estou acompanhando de perto nesses dois meses. E mais uma vez mostrou competência fazendo as mexidas no time. Como presidente do América, fico muito feliz. Como jogador, não muito, mas tudo bem, vou relevar isso (risos)”, comentou.

Por fim, ele lembrou que o projeto do América é novamente estar entre as principais forças do futebol carioca.

“O objetivo aqui é resgatar uma história de 120 anos. Vou sempre repetir. O America é um dos grandes times da história do futebol brasileiro. É a primeira América de todo o Brasil. Passou um momento difícil. Chegamos há quatro, cinco meses e estamos reestruturando. Meu pai, tenho certeza absoluta, está lá em cima muito feliz. Estou tendo a oportunidade como presidente, e neste momento como jogador de futebol, desse sonho que é jogar ao lado do meu filho. Infelizmente, de verdade, não foi dessa vez, mas tenho ciência, tranquilidade e muita certeza e fé que vai acontecer”, finalizou.

O América volta a campo no próximo dia 26, diante da Cabofriense, pela segunda rodada da competição, fora de casa.


Participe dos canais do Itatiaia Esporte:

Jornalista esportivo desde 2006 e com passagens por Lance!, Extra e assessorias de marketing esportivo. É correspondente da Itatiaia no Rio de Janeiro. Tem pós-graduação em Jornalismo Esportivo e formação em Análise de Desempenho voltado para mercado.
Leia mais