Ouça a rádio

Ouvindo...

Times

Simony fará tratamento contra câncer de intestino por mais um ano; entenda

Cantora foi diagnosticada com câncer em agosto de 2022, e curada em julho do ano passado

Simony, de 47 anos, está há quase nove meses sem nenhuma célula cancerígena, no entanto, ela ainda seguirá por mais um ano fazendo tratamento de imunoterapia. A cantora, que foi diagnosticada com câncer de intestino em agosto de 2022, relatou que havia sido curada no início do ano seguinte e, pouco depois, destacou, por meio do seu médico, que novos exames constaram “pontos da atividade da doença”, dando início a um novo tratamento.

No dia 7 de julho do ano passado, a cantora usou as redes sociais para falar que havia sido curada da doença, mas que iria continuar o tratamento de imunoterapia. Recentemente, Simony compartilhou com seus seguidores que iria passar pelas sessões mensalmente por mais um ano.

“Fazendo minha imunoterapia sempre com muita gratidão. Tenho mais um ano pela frente. Mas tem 8 meses que não tenho nenhuma célula cancerígena. Vamos em frente, um dia de cada vez”, escreveu na ocasião.

Leia também

O que é imunoterapia?

Conforme Flávio Mavignier Cárcano, médico especialista em câncer geniturinário da Oncoclínicas, em Belo Horizonte, o tratamento de imunoterapia “faz com que as células do sistema imunológico identifiquem mais facilmente as células do câncer e ataque-as tentando exterminá-las”.

Simony exibiu a medicação, que toma a cada 21 dias, nas redes sociais, onde também falou sobre o tratamento. “Olha, gente, hoje é meu dia de fazer imunoterapia. Esse é o material que ela usa, está tudo aqui. Vocês são curiosos e ficam perguntando”, brincou ela.

“Aqui está a medicação que uso a cada 21 dias. Eu uso esse filme porque minha pele é muito alérgica, qualquer coisa me dá alergia. Agora ela vai puncionar, eu vou deitar e essa gata vai cuidar de mim”, acrescentou.

“Não doeu nada porque eu passo pomadinha antes de vir para cá. Como eu moro um pouco longe, 30 minutos, é o tempo dela fazer efeito. Quando chego aqui já não dói mais para colocar a agulha”, detalhou.

Efeitos colaterais

Simony retomou o tratamento de imunoterapia em dezembro do ano passado. A artista precisou interromper a medicação devido a “uma toxidade nos rins”.

“Como vocês sabem tive uma toxidade nos rins e, por isso, fui obrigada a parar com a imuno. Hoje é dia de agradecer a Deus mais uma vez por me permitir estar aqui e poder seguir com meu tratamento, que ainda tem mais 2 anos pela frente”, disse na ocasião.

Agora, ela apenas passará por exames periódicos durante cinco anos.


Participe dos canais da Itatiaia:

Patrícia Marques é jornalista e especialista em publicidade e marketing. Já atuou com cobertura de reality shows no ‘NaTelinha’ e na agência de notícias da Associação Mineira de Rádio e Televisão (Amirt). Atualmente, cobre a editoria de entretenimento na Itatiaia.
Natasha Werneck é jornalista formada pelo Centro Universitário de Belo Horizonte (UniBH). Foi repórter de Política e Cultura do Jornal Estado de Minas e já atuou em portais como Hugo Gloss e POPline. Foi estagiária da Itatiaia e retornou à empresa em 2023, como repórter de Entretenimento.
Leia mais