Ouça a rádio

Ouvindo...

Times

Ana Hickmann detalha agressões de Alexandre Correa dentro de casa; veja

A modelo denunciou Alexandre Correa por lesão corporal e violência doméstica

A modelo e apresentadora Ana Hickmann detalhou, em entrevista ao programa ‘Domingo Espetacular’, da Record, sobre as agressões que sofreu do marido Alexandre Correa. "É difícil reviver algumas coias, mas agora dá para falar sem chorar, acho que já gastei todo meu estoque de lágrimas”, começou.

De acordo com a artista, no dia dos fatos, ela estaria conversando com o filho sobre ‘mudanças que aconteceriam na vida deles’, relacionadas às dívidas mlionárias da família, e citou sobre a possibilidade da venda da casa como parte do pagamento do débito com os bancos. Ela relata que a conversa era uma forma de ‘evitar o sofrimento do filho’.

Leia também:

Em dado momento, Alexandre começou a criticar Ana por conta da conversa, alegando que ela estava mentindo para o filho. Ana conta que começou a ser xingada e isso iniciou uma briga verbal na frente do filho, sendo chamada de ‘louca’ e que estaria ‘traumatizando o menino’.

Ana começou a rebater os xingamentos e afirmou que precisava preparar o filho pois muito iria mudar e não queria mentir para ele. Com a situação, o menino se assustou e correu, sendo seguido pelo pai que continuou a xingá-la. Em seguida, Alexandre teria partido para cima da companheira com o intuito de agredí-la, conforme ela conta.

“Ele jogou o corpo para me dar uma cabeçada, e só não me acertou por que eu desviei. Falei com ele ‘você vai me bater? você não assumir seus erros tudo bem, agora, me bater?’. Falei que se ele viesse para cima de mim eu iria chamar a polícia”, lembra.

Alexandre então tentou segurá-la para que ela não saísse e chamasse os policiais, enquanto ela berrava por socorro. Ela conseguiu correr para a cozinha e tentava fechar a porta. Em dado momento, ele abriu a a porta à força, acertando o cotovelo de Ana Hickmann. Ela então gritou para os cachorros, que atacaram Alexandre, e fechou a porta.

Segundo ela, ele correu para tentar entrar na cozinha pela janela, mas só parou quando ouviu ela discar o 190. “Ainda bem que existe o 190, por que se eu não tivesse ligado, ele teria pulado aquela janela e eu não sei o que teria acontecido”, conclui.

A Rádio de Minas. Tudo sobre o futebol mineiro, política, economia e informações de todo o Estado. A Itatiaia dá notícia de tudo.
Leia mais