Ouça a rádio

Ouvindo...

Times

Shein pode voltar para BH? CEO de loja chinesa responde

Pop-up chinesa se despede da capital na terça-feira (18)

Shein abriu as portas para o público com convite neste sábado (15)

Shein abriu as portas para o público com convite neste sábado

Patrícia Marques | Itatiaia

Em poucos minutos, os ingressos para visitar a loja pop-up da Shein no Boulevard Shopping, na região Leste de Belo Horizonte, se esgotaram. A loja chinesa foi aberta ao público com convite neste sábado (15) e ficará no local até terça-feira (18). Porém, muita gente ficou curiosa para conhecer a loja e garantir alguns produtos por um preço mais acessível. A pergunta que fica é: A Shein pode voltar para BH?

Conforme o CEO da Shein no Brasil, Felipe Feistler, a loja pode voltar à capital mineira nos próximos anos. “Dada a relevância de BH, um público muito fiel, nos próximos anos devemos voltar”, comentou em entrevista à Itatiaia. No entanto, ele não explicou em que momento a pop-up chinesa voltará à cidade.

Nesses quatro dias, são esperadas cerca de 3 mil pessoas na loja chinesa e a expectativa é vender 80% dos produtos da loja. “É uma loja grande, que tem 6 mil metros quadrados, 11,5 mil peças, sendo quatro mil de produção local”, explicou Feistler. Parte destas quatro mil peças, inclusive, foi produzida em Minas Gerais. As 7,5 mil restantes são de produtos importados.

Nas redes sociais, muitos lamentaram não conseguir o convite para poder ir à loja - apesar de as mesmas peças serem vendidas no site e com os mesmos descontos: 15% em qualquer valor do carrinho e 20% nas compras acima de R$ 400. “Hoje tem Shein aqui em BH e, quando eu fui pegar os ingressos, já estavam todos esgotados. Que tristeza”, lamentou uma pessoa. “Tô muito triste que não consegui vaga pra loja presencial da Shein em BH”, escreveu outra.

Espera de até dez minutos

Apesar da longa fila para entrar na loja, o tempo de espera é de 5 a 10 minutos. Diferente de São Paulo, em Belo Horizonte não houve confusão para entrar no espaço, já que os clientes precisaram retirar os ingressos online antecipadamente. Em novembro de 2022, a grande procura pelas roupas da Shein causou longas filas e até agressões.

O que encontrar na Shein?

A Itatiaia esteve na pré-inauguração da loja na sexta-feira (14). Passando pelas araras é possível encontrar peças para usar no trabalho, em uma seção voltada para alfaiataria, que vão desde a tons neutros até o animal print. Com preços variados, lá também há muitos looks para noite. Na loja, as peças custam entre R$ 20 e R$ 380.

Ainda no inverno, apesar da oscilação do tempo na capital, é possível encontrar peças para o frio, como cardigans, moletons, jaquetas e casacos mais quentinhos.

Além do vestuário feminino, também há peças de roupas infantis e uma seção masculina. Quem procura peças com precinho em conta pode ir à uma seção específica com produtos de até R$ 50. Inclusive, esta área fica nos fundos da loja ao lado dos provadores para quem quiser conferir.

Patrícia Marques é jornalista e especialista em publicidade e marketing. Já atuou com cobertura de reality shows no ‘NaTelinha’ e na agência de notícias da Associação Mineira de Rádio e Televisão (Amirt). Atualmente, cobre a editoria de entretenimento na Itatiaia.
Leia mais