Ouça a rádio

Compartilhe

Covid-19: cidades de Minas entram em alerta para quarta onda com aumento de casos

Épocas de frio aumentam a incidência de doenças respiratórias

Cidades de Minas Gerais estão em alerta com o aumento significativo de casos de Covid-19 registrado nas últimas semanas em meio à onda de frio que atinge o estado. Regiões Norte, Sul e Triângulo Mineiro são algumas das mais afetadas.

Em Varginha, na semana de 14 a 20 de maio, foram confirmados 243 casos e três mortes. São 67 casos a mais que na semana anterior. A cidade tem 178 moradores isolados em casa, mas a prefeitura cidade não informa quantos pacientes internados com Covid-19. 

Poços de Caldas registrou, na segunda-feira (23), 269 casos a mais em relação à semana anterior (16) e três mortes no período. São cinco pessoas estão hospitalizadas, sendo quatro em enfermaria e 1 em UTI, além de mais de 160 isoladas em casa.

Em Pouso Alegre, o boletim do governo estadual confirma que 330 pacientes estão em acompanhamento desde terça-feira (24).

Triângulo Mineiro

Em Uberaba, enquanto em todo o mês de abril foram contabilizados 1.182 casos positivos da doença, entre os dias 01 e 23 de maio, já foram registrados 6.155 novos casos. 

A taxa de transmissão aumentou de 0.67 no início do mês para um 1.03, segundo o boletim atual. O número de internações de pacientes em hospitais, apesar de controlado, quase triplicou no começo do mês: passou de 11 para 32 pacientes.

Sobre as mortes, em todo o mês de abril foram registradas três causadas pela Covid. Neste mês, até essa terça-feira (24), foram seis óbitos. 

Uberlândia voltou a registrar mais de 1000 novos casos da doença no período de 7 dias, após dois meses. Segundo os boletins diários divulgados pela prefeitura, na última semana, o município confirmou 1014 diagnósticos positivos. A cidade não registrava número tão alto desde março. 

Em relação aos óbitos no mesmo período, duas mortes foram confirmadas. Somente nesta semana foram 601 novos casos, 302 na segunda e 299 nessa terça-feira (24). Uma morte também foi confirmada na última segunda.

O crescimento de casos fez com que a taxa de ocupação de leitos de UTI na cidade chegasse a 30%, com 58 pessoas internadas.

Norte de Minas

Em Montes Claros foram mais 34 novos casos em decorrência da covid-19 no somatório de uma semana, mais que o dobro do anterior (16). Na macro região Norte de Saúde, foram registrados até agora 2694 óbitos e 188.123 diagnósticos positivos.

Capital mineira

Apesar dos casos de gripe em Belo Horizonte, o novo coronavírus ainda é o mais presente quando o assunto são as síndromes respiratórias, e o frio tem potencializado a incidência destas doenças. Quem explica é o subsecretário de Promoção e Vigilância à Saúde, Fabiano Pimenta. 

“Até o presente momento tem predominado o vírus SARS-CoV-2, o Rhinovírus e o Metapneumovírus. Quando nós estratificamos por idade, no caso das crianças sobressaem o Vírus Sincicial respiratório, o Adenovírus e o Metapneumovírus. No período do frio, normalmente a incidência dessas doenças transmitidas por vias respiratórias é maior, pois as pessoas tendem a ficar mais aglomeradas e os ambientes ficam mais fechados.

Leia Mais

Mais lidas

Ops, não conseguimos encontrar os artigos mais lidos dessa editoria

Baixar o App da Itatiaia na Google Play
Baixar o App da Itatiaia na App Store

Acesso rápido