Ouça a rádio

Compartilhe

Secretaria de Saúde investiga 8 casos prováveis de hepatite infantil aguda em Minas

Pasta atualizou número de notificações para oito, mas três deles foram descartados

Subiu para oito o número de casos suspeitos de hepatite aguda infantil notificados à Secretaria de Estado de Saúde (SES). O comunicado da pasta diz respeito à última atualização dos dados, feita nessa terça-feira (16).

Segundo a SES, três desses oito casos foram descartados, e os outros cinco seguem em investigação. Os casos descartados foram notificados em Montes Claros (2) e Divinópolis (1). Por outro lado, os casos em investigação são em Belo Horizonte (2), Juiz de Fora (2) e Montes Claros (1).

Além de investigados e acompanhados, os casos foram repassados também ao Ministério da Saúde. Segundo o órgão federal, os principais sintomas da doença incluem dor abdominal e vômitos, além de alterações de enzimas hepáticas.

A maior parte das crianças acometidas não foram vacinadas contra a Covid-19 em decorrência do limite de idade. Entretanto, não há relação comprovada entre as investigações de hepatite e a falta de imunização contra o coronavírus.

Como a causa base da hepatite ainda não foi identificada, a SES recomenda que sejam tomadas medidas gerais de higiene e prevenção: lavar as mãos de forma adequada e frequente, cobrir boca e nariz ao tossir ou espirrar, consumir água potável e alimentos adequadamente higienizados.

Leia Mais

Mais lidas

Ops, não conseguimos encontrar os artigos mais lidos dessa editoria

Baixar o App da Itatiaia na Google Play
Baixar o App da Itatiaia na App Store

Acesso rápido