Ouça a rádio

Ouvindo...

Times

SAFs na luta contra o rebaixamento preocupam o Atlético? Caetano responde

Dirigente acredita que peculiaridades do futebol brasileiro podem atrasar adaptação do novo modelo

Rodrigo Caetano, diretor de futebol do Atlético

Rodrigo Caetano, diretor de futebol do Atlético

Matheus Muratori

Vários dos clubes do futebol brasileiro que se transformaram em sociedade anônima lutam contra o rebaixamento na reta final do Campeonato Brasileiro. Vasco, Cruzeiro, Bahia, América e Coritiba são exemplos, embora os mineiros não tenham tido investimento novo. Mais recentemente, o Atlético também migrou de formato no início de novembro e já terá a preparação para 2024 com a nova estrutura.

Questionado nesta terça-feira (28) se o desempenho de outras SAFs preocupa, Rodrigo Caetano citou diferenças entre os modelos. Para ele, o fato de os investidores serem brasileiros e já conhecerem o futebol nacional é um ponto positivo para o Galo.

“O Galo tem um mês de SAF, talvez nem isso. Então é muito cedo para fazer qualquer avaliação. O departamento de futebol ainda está na transição para o ano que vem. Hoje, ainda estamos sob o modelo de clube associativo. Mas é importante essa reflexão”

“Até que ponto temos que tropicalizar um pouco essa questão de governança, modelo de negócios. Muitas vezes, quem adquiriu esses clubes não é daqui. Então se paga um pedágio muito elevado para isso. Não é nosso caso. Por isso, tenho um olhar positivo. Quem adquiriu a SAF é quem já era administrador do clube”, declarou.

Para o dirigente do Atlético, a boa relação entre o grupo segue sendo um grande trunfo no futebol brasileiro. Rodrigo Caetano acredita que só o grande investimento não é o suficiente para obter resultados positivos no Brasil.

“Estamos no Brasil. Temos outras variáveis. Temos a logística, somos um país continental. Nossa liga é muito igual. Muitas vezes, só investimento não faz a diferença esportiva. Gestão de pessoas e bom ambiente sempre vão estar em primeiro lugar. Se tiver um bom equilíbrio, com o investimento, aí o sucesso se aproxima”, finalizou.

Matheus Muratori é jornalista multimídia com experiência em muitas editorias, mas ama a área esportiva. Faz cobertura de futebol, basquete, vôlei, esportes americanos, olímpicos e e-sports. Tem experiência em jornal impresso, portais de notícias, blogs, redes sociais, vídeos e podcasts.
Hugo Lobão é repórter multimídia do portal Itatiaia Esporte. É formado em Jornalismo pela PUC Minas. Antes da Itatiaia, passou por Hoje Em Dia, Record e Globo Esporte. Amante de esportes olímpicos.
Leia mais