Ouvindo...

Times

Homem mata esposa em MG após ler provérbio na Bíblia: ‘de maneira nenhuma perdoará'

Investigado confessou ter assassinado mulher após buscar ‘ajuda’ em uma igreja em Juatuba, na Grande BH; suspeito forjou assalto e tentou criar álibi

Um homem de 47 anos foi preso suspeito de assassinar a ex-esposa, de 44 anos, em Juatuba, na região metropolitana de Belo Horizonte. O suspeito confessou ter cometido o crime após buscar ajuda na igreja e ler um provérbio que prega a vingança do homem no caso de uma traição. O corpo da mulher foi encontrado no dia 8 de abril, em uma linha de trem, e o suspeito foi preso na última sexta-feira (17).

Segundo investigadores, Andreia Julião de Lima foi casada por 20 anos com o suspeito, com quem teve quatro filhos. Apesar de terem se divorciado há oito anos, o ex-casal dividia lote e o homem monitorava todos os passos da ex. ‘Ele sabia sua rotina, hábitos, quando saía de casa, quando retornava. Assim, ele estranhou a mulher estar chegando mais tarde em casa e conseguiu confirmar por meio de um dos filhos do casal que ela de fato estava namorando’, explica a delegada Raquel Gontijo.

A nova relação da ex-companheira teria revoltado o suspeito. Com ciúmes e angustiado, ele decidiu procurar ajuda em uma igreja e, na Bíblia, leu o seguinte provérbio: ‘Porque furioso é o ciúme do marido; e de maneira nenhuma perdoará no dia da vingança’. O texto religioso o influenciou com tanta força que ele chegou a escrever a frase na parede de casa como forma de motivá-lo a matar a esposa. Segundo a investigação, o homem acreditava ter sido traído pela esposa enquanto eles ainda estavam juntos.

Leia também

Crime

Em 8 de abril, ao sair de casa, Andreia foi surpreendida pelo ex-companheiro, que tentou dar um golpe de enxada na cabeça dela. A mulher segurou a ferramenta, mas acabou sendo morta com várias facadas no pescoço. Na sequência, o autor arrastou o corpo da ex pela linha do trem que fica perto da casa dele e o abandonou em um matagal. O suspeito ainda tentou simular um assalto jogando a bolsa da mulher em um rio, além de tentar forjar um álibi ao visitar vizinhos e realizar ‘afazeres cotidianos’.

Evidências e prisão

Na última terça (14), a Polícia Civil cumpriu um mandado de busca e apreensão na casa do suspeito. Os investigadores detectaram vestígios de sangue na bota do suspeito, em uma tomada e nas chaves de casa. Na sexta (17), ao ser preso, o investigado negou os fatos e se defendeu com versões contraditórias. Porém, ao ser confrontado com as provas, acabou confessando o crime e dando até detalhes do caso.

O investigado foi preso preventivamente e o caso segue sendo investigado.


Participe dos canais da Itatiaia:

Jornalista formado pela UFMG, com passagens pela Rádio UFMG Educativa, R7/Record e Portal Inset/Banco Inter. Colecionador de discos de vinil, apaixonado por livros e muito curioso.
Cursou jornalismo no Unileste - Centro Universitário Católica do Leste de Minas Gerais. Em 2009, começou a estagiar na Rádio Itatiaia do Vale do Aço, fazendo a cobertura de cidades. Em 2012 se mudou para a Itatiaia Belo Horizonte. Na rádio de Minas, faz parte do time de cobertura policial - sua grande paixão - e integra a equipe do programa ‘Observatório Feminino’.
Leia mais