Ouça a rádio

Ouvindo...

Times

Em tratamento no zoológico de BH, animal em extinção deve voltar à natureza

Onça-parda foi encontrada atropelada próximo a uma rodovia em Campos Altos, no Alto Paranaíba, no final de fevereiro

Uma onça-parda está morando temporariamente no zoológico de Belo Horizonte após ser vítima de atropelamento em uma rodovia em Campos Altos, no Alto Paranaíba, no final de fevereiro. O animal, ameaçado de extinção, será devolvido à natureza.

Segundo a prefeitura, a jovem onça foi transferida para a capital a pedido Centro de Triagem Animal de Animais Silvestres (Cetas) do Ibama/IEF. Antes, o animal passou por uma cirurgia ortopédica de alto risco no hospital veterinário da Universidade de Uberaba (Uniube), para corrigir uma fratura do osso da coxa da pata traseira esquerda.

A onça-parda foi resgatada pelo Corpo de Bombeiros das cidades de Araxá e Uberaba, com o apoio do Instituto Estadual de Florestas (IEF), do Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Renováveis (Ibama) e do Waita (Instituto de Pesquisa e Conservação).

Leia também

Desde o procedimento, o animal está sob cuidados do zoológico de BH, em processo de reabilitação. Assim que recuperada totalmente a onça será devolvida à natureza.

Carlyle Mendes, veterinário chefe do Zoo de BH, explica que a onça vem apresentando boa evolução médica e mantém-se bastante arredia ao contato humano, o que é bastante positivo para o retorno à natureza.

‘Ela mantém-se ativa à noite, o que é o normal para a espécie, e entocada durante a maior parte do dia, reagindo defensivamente à presença da equipe no entorno do seu recinto. Estamos em constante contato com a equipe do IEF, repassando toda a evolução do caso, para que tenhamos, conjuntamente, a certeza de qual será o melhor momento para a devolução do animal ao seu habitat’.

O veterinário explicou que a onça ainda ainda apresenta marcas físicas da cirurgia, como a ausência de pelos na região das intervenções cirúrgicas e uma menor mobilidade temporária, ‘mas seu estado geral de saúde e de comportamento são considerados muito bons’, completa.

A reintrodução da onça na natureza será feita pela equipe do IEF, em local próximo da área onde foi encontrada ferida.

*Sob supervisão de Marina Borges


Participe dos canais da Itatiaia:

Giullia Gurgel é estudante de jornalismo e estagiária da Itatiaia.
Leia mais