Ouvindo...

Times

Homem invade banco no bairro de Lourdes, em BH, é baleado por vigia e morre

Suspeito foi levado inconsciente para o Hospital João XXIII Pronto Socorro, na região Leste da capital

Um homem suspeito de invadir um banco no bairro de Lourdes, na região Centro-Sul de Belo Horizonte, acabou baleado por uma segurança da agência, de 50 anos, no início da madrugada desta quinta-feira (30). Ele, que ainda não foi identificado, foi levado inconsciente para o Hospital João XXIII Pronto Socorro, na região Leste, e morreu na unidade de saúde.

Conforme o boletim de ocorrência, a Polícia Militar (PM) foi acionada por volta de 0h45 na avenida João Pinheiro, 190. Lá, a vigilante relatou que, em determinado momento, o homem entrou no banco fazendo barulho. Em seguida, saiu e retornou com um objeto nas mãos. Devido aos barulhos, ela acreditou que ele estivesse tentando arrombar a porta.

Na versão dela, os ruídos continuaram e, logo, viu o suspeito tentando a forçar a porta. Foi então que ela sacou a arma e começou a gritar para que ele saísse do local. Mas ele insistiu e subiu em uma mureta que dá acesso ao subsolo do prédio, local em que a vigia estava.

A vigilante contou que, “temendo pela própria vida”, efetuou um disparo na direção do homem. O objetivo era acertar as pernas. O homem caiu na rua, e a viatura polícia — solicitada pela segurança — o socorreu. No registro, policiais apontam que ele estava agitado, “demonstrando insistência para cometer delito”.

Policiais confirmaram que o homem conseguiu arrombar a porta de entrada, usando uma grande pedra para quebrar o vidro que dá acesso à parte interna, provocando danos ao local.

Foi realizada a apreensão da arma utilizada na ação, que estava com seis cartuchos, sendo um deflagrado.

A reportagem da Itatiaia entrou em contato com o Bradesco e aguarda um posicionamento.

Jornalista formado em Comunicação Social pelo Centro Universitário de Belo Horizonte (UNI-BH). Na Itatiaia desde 2008, é “cria” da rádio, onde começou como estagiário. É especialista na cobertura de jornalismo policial e também assuntos factuais. Também participou de coberturas especiais em BH, Minas Gerais e outros estados. Além de repórter, é também apresentador do programa Itatiaia Patrulha na ausência do titular e amigo, Renato Rios Neto.
Formou em jornalismo pela PUC Minas e trabalhou como repórter do caderno de gerais do jornal Estado de Minas. Na Itatiaia, cobre principalmente Cidades, Brasil e Mundo.
Leia mais