Ouvindo...

Times

BH tem a primeira casa de acolhimento para o público LGBT+; veja como funciona

Serão disponibilizadas 20 vagas, que, inicialmente, serão preenchidas por meio do encaminhamento das equipes

O imóvel, que fica no bairro Floresta, Região Leste da capital, que vai acolher a população LGBTQIA+, com mais de 18 anos, que esteja passando por situação de risco pessoal e social e que não tenha moradia, foi inaugurado nessa segunda-feira (13).

Serão disponibilizadas 20 vagas, que, inicialmente, serão preenchidas por meio do encaminhamento das equipes, em especial do Centro de Referência LGBT, a partir de uma avaliação técnica que contemplará os riscos e vulnerabilidades apresentados em atendimento.

De acordo com a Prefeitura de Belo Horizonte, o espaço apresenta um ambiente acolhedor, como de uma residência, e estrutura física adequada, “buscando o desenvolvimento de relações mais próximas do ambiente familiar”.

Ainda segundo a administração municipal, a casa não será um serviço de “porta-aberta”, ou seja, quando o próprio usuário busca pelo acolhimento.

As vagas disponíveis inicialmente serão preenchidas por meio do encaminhamento das equipes, em especial do Centro de Referência LGBT de Belo Horizonte, a partir de uma avaliação técnica que contemplará os riscos e vulnerabilidades apresentados em atendimento.

Jornalista formado pela Universidade FUMEC, com ênfase em Gestão de Crises Institucionais. Na Itatiaia desde 2017, cobriu grandes eventos ligados à Igreja Católica, como a Beatificação da mineira Isabel Cristina Mrad Campos e a morte do Papa Emérito Bento XVI, em 2022. Além de repórter, é produtor e editor do programa “Café com Notícia”.
Leia mais