Ouvindo...

Times

Mala da Farm, kit da Eudora e suplementos da Growth: saiba o que fazer se caiu no golpe

Golpes envolvendo marcas famosas têm crescido nas redes sociais

Qual é o segredo para não cair em golpes cibernéticos? Eles estão em alta nas redes sociais nos últimos dias, sendo o mais famoso deles o da Farm. No golpe em questão, a pessoa ganharia uma mala da marca por responder um quiz e pagaria somente o frete. A questão é que a mala nunca chega.

Segundo o advogado Rômulo Brasil, especialista em direito do consumidor, o segredo é sempre desconfiar de promoções imperdíveis e preços muito abaixo do normal. Geralmente, casos como esse são golpe e, caso tenha mais dúvidas e queira comprovar, é recomendado entrar no site da marca.

“O segredo é sempre desconfiar e se eventualmente persistir alguma dúvida, entrar no site oficial daquela empresa para ver se, de fato, há alguma promoção, se aquela promoção está ativa. [É recomendado] também entrar nos sites de reclamação, como consumidor.gov.br e ReclameAqui, para verificar se tem alguma ou o número de reclamações em desfavor daquela empresa”, explicou.

Além da Farm, outras empresas como a Growth Supplements, Eudora, Cimed, Havaianas e Fini, por exemplo, também foram alvos dos estelionatários. Os golpes funcionam da seguinte forma: anúncios nas redes sociais mostram preços muito baixos ou brindes em troca de respostas em um quiz. No caso do brinde, você precisa pagar somente o frete, mas o produto nunca chega, assim como os produtos com preços muito baixos.

Leia também

Os anúncios imitam perfeitamente as lojas citadas e utilizam uma identidade visual muito semelhante, a fim de enganar os usuários. Os pagamentos geralmente são feitos via Pix para contas de laranjas ou cartão de crédito.

Redes sociais podem ser responsabilizadas?

De acordo com o advogado, a Justiça tem entendido e atribuído a responsabilidade de reparação desses danos às redes sociais em alguns casos, como quando perfis são clonados, por exemplo. No entanto, quando o estelionatário cria um perfil e começa a divulgar os golpes, a culpa é atribuída a terceiros.

Caí no golpe. E agora?

O advogado recomendou que, caso tenha caído no golpe, procurar a instituição bancária onde realizou o pagamento para notificá-la acerca do golpe. Também é preciso notificar a instituição que recebeu o dinheiro.

Além disso, o consumidor pode procurar sites de reclamação e, por fim, registrar um Boletim de Ocorrência, para que a polícia possa localizar os estelionatários.

O que dizem as empresas?

Após o golpe viralizar nas redes sociais, a Farm divulgou nas redes sociais um comunicado avisando sobre ele. “Fique alerta! Não existe nenhuma ação oficial oferecendo mala ou outro produto FARM. Se você foi impactado por algum anúncio deste tipo, denuncie!”, dizia a nota. Clique aqui e veja a publicação.

A Growth e a Eudora se manifestaram e declararam que as vendas são feitas somente nos sites oficiais e pediram para que os consumidores ficassem atentos. A Cimed, a Fini e a Havaianas não se manifestaram.


Participe dos canais da Itatiaia:

Jornalista formada pela PUC Minas. Mineira, apaixonada por esportes, música e entretenimento. Antes da Itatiaia, passou pelo portal R7, da Record.
Leia mais