Ouvindo...

Times

PF e CGU fazem operação contra desvio de verba da Saúde em Sorocaba

Vinte e três mandados foram cumpridos nesta quinta (23)

A Polícia Federal (PF) e a Controladoria Geral da União (CGU) cumpriram 23 mandados de busca e apreensão na manhã desta quinta-feira (23) em uma operação para investigar supostos desvios de dinheiro público da área da Saúde em Sorocaba, em São Paulo.

O prédio da prefeitura da cidade foi um dos alvos da operação, assim como a casa do secretário de Saúde à época dos supostos crimes investigados, Vinicius Rodrigues. A reportagem tenta contato com os citados.

Segundo a polícia, mais de 100 servidores da PF e da CGU participaram do cumprimento dos mandados. A investigação tenta apurar práticas ilegais envolvendo a gestão de recursos na execução de um convênio, de março de 2022, entre a prefeitura e uma organização sem fins lucrativos para gerir uma Unidade de Pronto Atendimento (UPA) em Sorocaba.

Durante a investigação, foram colhidos indícios de desvios de recursos públicos por meio da subcontratação de empresas supostamente fornecedoras de produtos e serviços à organização social.

Conforme a polícia, também foram constatadas transferências de valores elevados das contas da organização social e das empresas subcontratadas para contas correntes de familiares ligados à diretoria da organização social.

A investigação tenta ainda apurar possíveis práticas de lavagem de dinheiro relacionadas à aquisição e emplacamento de veículos em nome das empresas subcontratadas, os quais estariam sendo utilizados pelo núcleo familiar controlador da organização social.

Além dos mandados de busca, a Justiça Federal determinou o bloqueio de bens no valor de R$ 24,1 milhões de pessoas físicas e jurídicas investigadas. Também foi determinada a proibição de a administração pública firmar novos contratos com parte das empresas investigadas.

A Rádio de Minas. Tudo sobre o futebol mineiro, política, economia e informações de todo o Estado. A Itatiaia dá notícia de tudo.
Leia mais