Ouça a rádio

Ouvindo...

Times

Churrascaria de Santos sugere que os veganos ‘se matem’

Frase infeliz foi escrita em quadro na porta do estabelecimento; mercado vegano tem expectativa de crescimento de US$ 36,3 bilhões até 2030

A churrascaria Nice to Meat, de Santos, foi inaugurada há cerca de um mês, com a proposta de ter o humor como pano de fundo. Só que ontem (4), pelo visto, os proprietários erraram feito a mão. No quadro, onde normalmente se vê as opções do cardápio do dia, estava escrito: ”Opção Vegana: se mata”! Logo, as redes sociais da casa estavam infectadas de críticas pela brincadeira de mau gosto e o dono teve que vir a público se retratar.

Fotos da placa foram parar nas e o estabelecimento começou a receber uma enxurrada de comentários negativos em suas publicações. Além de apontarem o tom ofensivo da “piada”, algumas pessoas pontuaram que a placa era uma incitação ao suicídio. Em um vídeo publicado no Instagram da churrascaria, o dono do estabelecimento tentou se retratar: “A casa tem um cunho extremamente humorístico. A gente tira sarro, a gente brinca com diversos assuntos e um deles é o veganismo. Existe a brincadeira do vegano com o carnívoro, enfim, a gente faz piada de tudo, até com a gente, porém eu fui extremamente infeliz em uma dessas brincadeiras”, declarou.

O responsável pela Nice to Meat acrescentou que foi “extremamente ofensivo” e tem consciência que passou do limite. “Nesse momento, o que eu posso fazer é me desculpar a todos que ofendi, principalmente os veganos.” Alguns comentários nas redes sociais:

“Eu sou vegano e nunca vou entender esse hate que a gente leva. Nunca dei palpite na alimentação dos outros, mas o que mais ouço é gente fazendo piada sobre o que eu tô comendo ou deixando de comer”.

“Olha, eu estava num restaurante vegano uma vez, chegou um desavisado meio olhando estranho, várias pessoas comendo e fila pra pagar (único veg na cidade) e ele solta a pérola:

- aqui não tem comida normal?”

“Piada tem que ser engraçada pra todo mundo, não para um grupo em detrimento do outro. Faltando sensibilidade”.

Mercado em franca expansão

Dados de 2021 da Inteligência em Pesquisa e Consultoria (Ipec) mostram que 46% dos brasileiros já deixam de comer carne por vontade própria pelo menos uma vez por semana. Outro estudo sobre o tema, realizado pelo Ibope Inteligência em 2018, revela que 14% dos brasileiros se declaram vegetarianos. Esse número representa um aumento de 75% em relação ao mesmo levantamento feito em 2012.

Um estudo da Allied Market Research aponta que o mercado vegano foi avaliado em US$ 19,7 bilhões em 2020, apresentando expectativa de crescimento para mais de US$ 36,3 bilhões até 2030. Um levantamento encomendado pela CNN Brasil ao Ministério da Economia aponta que nos últimos 10 anos aumentou em 500% o número de empresas abertas com o termo “vegano” no nome.

Maria Teresa Leal é jornalista, pós-graduada em Gestão Estratégica da Comunicação pela PUC Minas. Trabalhou nos jornais ‘Hoje em Dia’ e ‘O Tempo’ e foi analista de comunicação na Federação da Agricultura e Pecuária de MG.



Leia mais