Ouvindo...

Times

Vídeo: homem filmado gritando insultos racistas em biblioteca é preso em São Paulo

O caso aconteceu na Biblioteca Mário Andrade e foi registrado por frequentadores

Um homem de 39 anos foi flagrado discutindo com frequentadores da Biblioteca Mário de Andrade, em São Paulo, e proferindo falas racistas e homofóbicas. O vídeo, que mostra a discussão, viralizou nas redes sociais. O fato aconteceu na terça-feira (2) e o homem foi preso.

No vídeo, o homem parece não se intimidar com a filmagem e afirma que: “não gosto de negro e a cultura deles é uma bosta. Quem gosta de macaco é zoológico.”

“Vai embora racista”, gritaram frequentadores da biblioteca. Na escrivaninha do homem havia um exemplar do livro “Mein Kampf” (“Minha Luta”), de Adolf Hitler. Veja o vídeo:

Guardas municipais foram acionados para a ocorrência e verificaram que o autor ofendeu uma mulher de 39 anos e uma idosa de 66. O caso foi registrado como injúria racial e racismo e ele foi levado para a 77ª Delegacia de Polícia para registro de ocorrência.

Por meio de nota, a Prefeitura de São Paulo diz que repudia veementemente falas e atitudes racistas, nazistas e homofóbicas.

“A Prefeitura de São Paulo, por meio da Secretaria Municipal de Cultura, repudia veementemente as falas e atitudes nazistas, homofóbicas e racistas do frequentador flagrado na tarde desta terça-feira (02) na Biblioteca Mário de Andrade (BMA), um espaço marcado pelo respeito às diferenças de gênero, raça, orientação sexual e pela celebração da diversidade.

Após o ocorrido, o frequentador, que já havia tido problemas anteriores no espaço, foi imediatamente levado para a 77ª Delegacia de Polícia para registro de ocorrência. A Prefeitura ressalta que racismo é crime inafiançável, pela Constituição Federal, lei n.º 7.716, de 5 de janeiro de 1989.”

A Rádio de Minas. Tudo sobre o futebol mineiro, política, economia e informações de todo o Estado. A Itatiaia dá notícia de tudo.
Leia mais