Ouvindo...

Times

‘Aviões do juízo final': países investem em ‘super-aeronaves’ resistentes a guerras nucleares

Atualmente, apenas os Estados Unidos e a Rússia possuem exemplares do avião, preparado para receber ondas nucleares

As grandes potências mundiais estão investindo nos chamados “aviões do juízo final”, aeronaves que podem voar por vários dias sem precisar pousar. Estes modelos são adaptadas para se transformarem em postos de comando avançados em caso de guerras ou ataques nucleares.

Atualmente, apenas os Estados Unidos e a Rússia possuem exemplares deste avião, que possui um sistema especial de comunicação e presta apoa às lideranças dos países. Eles servem, ainda, como base de comando e comunicação para chefes das Forças Armadas, presidentes e ministros da Defesa.

Nos Estados Unidos, o modelo é o E-4B Nightwatch, enquanto na Rússia é o Il-80 Maxdome. Ambos são de grande porte e conseguem resistir a pulsos eletromagnéticos e ondas de choque, além de blindagem térmica e proteção contra explosões nucleares.

O apelido de “aviões do juízo final” tem inspiração religiosa, já que o Dia do Juízo Final é quando Deus julgará toda a humanidade e a Terra deixará de existir como a conhecemos.

Modelo americano

O E-4B Nightwatch é uma versão militarizada do Boeing 747 e possui capacidade de reabastecimento em voo. Ele consegue transportar 112 pessoas, que seriam selecionadas entre equipes do comando militar, comunicações, manutenção e segurança.

O modelo começou a ser implementado em 1980. Ele possui: área de trabalho do comando, sala de conferências, sala de briefing, área de trabalho da equipe de operações, área de comunicações e área de descanso.

Atualmente, os Estados Unidos possuem quatro exemplares do modelo e um deles já está preparado para entrar em ação, em caso de necessidade. O avião possui 70,5 metros de comprimento, 59,7 de envergadura e 19,3 de altura. Ele consegue decolar com até 360 toneladas e ficar 12 horas voando sem ser reabastecido, chegando a uma altura de 0.091 metros (30 mil pés).

Modelo russo

Não há muitas informações divulgadas sobre o modelo russo, o quadrimotor Il-96-400M, que ainda está sendo desenvolvido. O modelo será sem janelas, com exceção da cabine de comando, para evitar que os passageiros e tripulação sejam afetados por uma explosão nuclear.

Além disso, o avião terá uma antena específica para comunicação com submarinos russos. O quadrimotor Il-96-400M será fabricado pela United Aircraft Corporation, com 64,7 metros de comprimento, 60,1 de envergadura e 15,9 de altura. O peso máximo para decolagem é de 270 toneladas e o alcance de voo é 13,1 quilômetros.

Leia mais