Ouvindo...

Times

Átila Abreu relembra início na Stock Car e disputa de título com Vettel na Europa

Antes de iniciar trajetória na Stock, piloto disputou a Fórmula BMW alemã

Em entrevista exclusiva à Itatiaia, Átila Abreu, piloto da Stock Car, revelou detalhes do início de sua carreira, desde quando começou sua trajetória no kart, até a sua estreia na principal categoria do automobilismo brasileiro.

O piloto começou sua carreira em 1996, aos 9 anos de idade, no kart, onde se sagrou campeão paulista e bicampeão brasileiro, além de ter vencido também a Copa Brasil de Kart.

“Comecei no kart de maneira despretensiosa, não tem ninguém na minha família ligada às corridas. Comecei como um hobby, meu pai queria me colocar em algum esporte, aí entrei no kart e gostei.”, afirmou o piloto.

“No primeiro ano vieram algumas vitórias, a partir do segundo ano, (vieram) o título paulista e brasileiro e da Copa Brasil, ganhei duas vezes o brasileiro. Recebi o convite para correr na Europa e foi meu último ano (como kartista). Fui terceiro no Campeonato Europeu (de kart), e recebi o convite para correr de fórmula.”, concluiu.

Fórmula BMW

O bom desempenho no Campeonato Europeu de Kart lhe rendeu um convite para a disputa da Fórmula BMW alemã, em 2003. A categoria foi criada pela montadora alemã para dar oportunidade para pilotos advindos do kart. O prêmio para o campeão de cada temporada do torneio era uma bateria de testes na Fórmula 1.

Em sua primeira temporada na categoria alemã, Átila terminou o campeonato na 7ª posição. Já na temporada seguinte, o piloto brasileiro disputou o título com Sebastian Vettel, piloto que futuramente se tornou tetracampeão mundial de Fórmula 1.

Átila relembrou a disputa com o alemão e valorizou a qualidade do então rival.

“Foi muito legal. Eu já sabia, na época, que o Vettel muito provavelmente chegaria na F1. Ele já tinha apoio de grandes empresas e tudo mais. Era um piloto diferenciado desde a época do kart e os resultados falavam por si só.”, disse.

“Quando estreei na Fórmula BMW, e comecei a disputar o título com ele, eu sabia que estava disputando o título com um dos melhores da minha geração, senão o melhor. Foi um campeonato muito legal. Eu subi no pódio em 16 das 20 corridas, só que ele subiu no pódio das 20 provas. Fomos disputando o campeonato cabeça a cabeça, o Sebastian Buemi (que também correu na Fórmula 1) ficou em 3º lugar, um ótimo piloto também.”

O piloto brasileiro recordou também, da bateria de testes feita por ele na Mercedes. Porém, os bons resultados nas pistas não foram o suficiente. Por ser um piloto alto, com 1,90m, Átila acabou sem oportunidade na escuderia alemã.

“Esses resultados me renderam um convite para fazer testes na Mercedes junto do Lewis Hamilton e Paul di Resta, e aí consegui dar sequência na minha carreira lá fora, mas meu tamanho sempre me prejudicou. O fato de eu ser muito alto, em carros de fórmula, atrapalha bastante.”, concluiu.

Retorno ao Brasil

Sem oportunidades de correr em carros de fórmula no continente europeu, Átila voltou ao Brasil e cogitou desistir do automobilismo. Em 2006, estreou na Stock Car a convite de Ingo Hoffmann e se firmou como um dos principais nomes da categoria.

“Quando voltei da Europa, eu parei de correr, meu sonho era correr na F1. Então fui estudar. Tinha saído do Brasil com 15 anos e não tinha terminado a escola, comecei faculdade, até que o Ingo Hoffmann, que estava para se aposentar, me chamou para correr de Stock Car. Fiz um teste, gostei e aqui estou até hoje.”, disse Átila.

Abreu também ressaltou a importância que Ingo Hoffmann teve em sua carreira e diz “dever muito” ao lendário piloto de Stock Car.

“Acho que tive muita sorte. O Ingo me abriu muitas portas. Quando estreei na Stock, era o último ano dele. No ano seguinte corri no carro dele, com os patrocinadores dele e ele virou meu chefe de equipe. Tudo isso me ensinou muito. Muito que eu sei da Stock Car, eu devo muito a ele, que me ajudou com muitos conselhos, com esse aprendizado dentro e fora das pistas.”, concluiu o piloto.

Calendário da Stock Car

1ª etapa: 2 e 3 de março - Goiânia (GO);

2ª etapa: 23 e 24 de março - Velocittà (SP);

3ª etapa: 20 e 21 de abril - Interlagos (SP);

4ª etapa: 18 e 19 de maio - Cascavel (PR);

5ª etapa: 29 e 30 de junho - Velocittà (SP);

6ª etapa: 27 e 28 de julho - Goiânia (GO);

7ª etapa: 17 e 18 de agosto - Belo Horizonte (MG);

8ª etapa: 7 e 8 de setembro - Santa Cruz do Sul (RS);

9ª etapa: 5 e 6 de outubro - Argentina;

10ª etapa: 26 e 27 outubro - Velopark (RS);

11ª etapa: 23 e 24 de novembro - Brasília (DF);

12ª etapa: 14 e 15 de dezembro - Interlagos (SP).

Leia também


Participe dos canais do Itatiaia Esporte:

Jornalista em formação pelo Centro Universitário UNA. Acumula passagens pela Web Rádio Neves FM e Portal Esporte News Mundo, como setorista do América, além de possuir experiência em coberturas in-loco e podcast. Apaixonado por automobilismo e esportes americanos.
Leia mais