Ouça a rádio

Ouvindo...

Times

Presidente do Sport promete ação contra torcida suspeita de atentado ao Fortaleza

Yuri Romão voltou a isentar o clube pelo ataque que deixou seis jogadores feridos, na semana passada

Presidente do Sport, Yuri Romão disse nesta segunda-feira (26) que o clube pretende tomar medidas contra a Torcida Jovem do Leão, que tem membros suspeitos de atacarem o ônibus do Fortaleza na madrugada de quinta passada (22), no Recife, após o empate por 1 a 1 pela Copa do Nordeste.

Em entrevista à Rádio Jornal, Romão não citou nominalmente a Jovem, mas “a torcida mais violenta que temos no nosso clube”. A Jovem tem se envolvido nos últimos anos em vários confrontos contra torcidas de outros clubes, do próprio Sport e agora tem integrantes investigados pelo atentado contra a delegação do Fortaleza.

“Reuni toda a diretoria para elaborar um plano de ação para começar a coibir determinadas situações. Obviamente, focando na torcida mais violenta que temos aqui no nosso clube. Estamos seguindo alguns ritos que precisam ser feitos, inclusive oficiando a Secretaria de Defesa Social, o Ministério Público, o Comando Geral da Polícia Militar e a Polícia Civil. Todas essas entidades públicas estão sendo oficiadas com as nossas medidas, todas elas no âmbito do clube. Não divulgamos ainda pois não queríamos que esses órgãos do poder público soubessem através da imprensa as decisões que estamos tomando”, disse Romão.

O dirigente tem conversado com o CEO da SAF do Fortaleza, Marcelo Paz. Recentemente, o clube cearense rompeu institucionalmente com duas organizadas que se envolveram em confusões, proibindo, por exemplo o uso de referências ao clube e encerrou qualquer venda de ingressos direto nas sedes, ajuda em logística de viagens e sublicenciamento de produtos, na relação comum entre clubes e organizadas.

O Sport deve fazer movimento semelhante. Romão novamente disse que vê injustiça na punição da data pelo STJD (Superior Tribunal de Justiça Desportiva) ao clube, de maneira liminar, proibindo torcedores como mandante e visitante em jogos organizados pela CBF, como a Copa do Brasil e a Copa do Nordeste.

“O Sport Club do Recife em nada teve a ver com essa situação. Todas as exigências que o regimento geral da competição nos fez foram cumpridos à risca, rigorosamente. Todas as exigências que a Polícia Militar, com sua matriz de risco, nos exigiu, nós cumprimos rigorosamente. Colocamos 350 seguranças privados. Foi a maior contratação de seguranças privados desde que estou no clube”, disse Romão.

Segundo o Estatuto da Fifa e o Regulamento Geral de Competições da CBF, o clube é responsável por ato de seus torcedores, independentemente de onde o fato ocorra. Foi baseado nisso que o STJD puniu o Sport até o julgamento, que ainda não tem data para acontecer.

O ataque

Na madrugada de quinta-feira (22), o ônibus que levava a delegação do Fortaleza da Arena de Pernambuco, na região metropolitana do Recife, até o hotel foi atacado por cerca de 100 pessoas na BR, a 8km do estádio, após o 1 a 1 contra o Sport, pela Copa do Nordeste. Uma bomba caseira e pedras foram arremessadas por torcedores rivais, quebrando vidros e ferindo seis jogadores.

O lateral Gonzalo Escobar levou uma pancada na cabeça, por um fragmento maior, chegou a ter perda de consciência e deu entrada no hospital direto à UTI, por precaução. Os outros cinco tiveram escoriações: o goleiro João Ricardo, o lateral Dudu, os zagueiros Brítez e Titi e o volante Lucas Sasha.

A polícia continua investigando, diz ter identificado alguns dos autores do crime, mas até agora ninguém foi preso.

Leia também

Participe do canal da Itatiaia no Whatsapp e receba as principais notícias do dia direto no seu celular. Clique aqui e se inscreva.

Formado em jornalismo pela PUC-Campinas em 2000, trabalhou como repórter e editor no Diário Lance, como repórter no GE.com, Jornal da Tarde (Estadão), Portal IG, como repórter e colunista (Painel FC) na Folha de S. Paulo e manteve uma coluna no portal UOL. Cobriu in loco três Copas do Mundo, quatro Copas América, uma Olimpíada, Pan-Americano, Copa das Confederações, Mundial de Clubes, Eliminatórias e finais de diversos campeonatos.
Leia mais