Ouça a rádio

Ouvindo...

Times

Campeonato Carioca: novato na elite, Sampaio Corrêa-RJ sonha alto contra os grandes do Rio

Equipe de Saquarema vai disputar pela primeira vez a Série A do Estadual e quer fazer bonito, mesmo fora de seu estádio diante dos gigantes

Sampaio Corrêa, campeão da Série A2 do Carioca 2023

Sampaio Corrêa-RJ, campeão da Série A2 do Campeonato Carioca 2023

Divulgação/Ferj

A elite do futebol carioca tem um novo integrante a partir desta temporada. O modesto Sampaio Corrêa-RJ está pela primeira vez entre os 12 principais do estado e sonha em fazer história. Fundado em 2006, a ambição do clube é figurar na parte de cima na tabela.

O clube de Saquarema foi fundado pelos irmãos Rômulo e Ronald Gomes, ambos jogadores de futebol, e tem como outro fundador o atual diretor de futebol Kleber Pereira. O dirigente é quem pensa grande. Para ele, a equipe não foi criada para fazer figuração.

Leia Também

Campeão da Série A2 do Campeonato Carioca diante do tradicional Olaria-RJ, o Sampaio-RJ já deu indícios de que está em busca de seu lugar ao sol no Rio de Janeiro. Assim como Portuguesa-RJ, Volta Redonda e Bangu, por exemplo, a ideia é estar já em uma competição nacional em 2024.

Se ficar entre os primeiros colocados, o Sampaio-RJ conquistará uma vaga na Série D do Campeonato Brasileiro ainda neste ano. Se terminar até na 6ª colocação geral, ainda disputará a Copa do Brasil no próximo ano.

“A expectativa é muito boa, é um sonho de quase oito anos. Nós nos estruturamos, temos nosso estádio. Colocamos ar-condicionado em tudo. Melhoramos bastante. Acho que vai ser um grande campeonato. Vai ser um dos campeonatos mais difíceis de todos. Todos os clubes se reforçaram. Encaramos com ansiedade de todo mundo que sempre tem de estreia”, comentou Kleber em entrevista exclusiva à Itatiaia.

Estrutura, mas com a casa fechada

Estádio Lourival Gomes

Estádio Lourival Gomes, a casa do Sampaio Corrêa, em Saquarema

Divulgalção/Sampaio Corrêa

Uma das grandes lamentações do Sampaio-RJ para sua estreia na elite é ainda não ter condições de encarar os gigantes do Rio de Janeiro em seu estádio, o acanhado Estádio Lourival Gomes, hoje com capacidade para 3 mil pessoas.

O estádio e o CT do Sampaio Corrêa ficam lado a lado, em uma região cercada por fazendas, em que bois, vacas e cabras pastam com tranquilidade. A ideia é, já no ano que vem, uma casa para dez mil torcedores.

“Não temos condições ainda de jogar com os grandes em casa porque estamos em obra. Vamos ter um estádio para dez mil pessoas. Como a gente tem um calendário curto esse ano, vamos aproveitar para ampliar o estádio até o fim do Carioca. Nós nos modernizamos. Melhoramos toda estrutura, vestiário, campo e gramado. Desde 2011 estamos construindo esse estádio para chegar nesse momento”, enfatizou o dirigente.

Nos duelos diante dos grandes, o Sampaio-RJ, a princípio, vai encarar o Fluminense no Maracanã e o Botafogo no Nilton Santos, ambos como mandante. Diante do Flamengo, o duelo será no Mangueirão, em Belém-PA, enquanto contra o Vasco, já na segunda rodada, a partida será no Elcyr Rezende, casa do Boavista-RJ.

Contas em dia e orçamento de meio milhão

O Sampaio Corrêa é um exemplo de boa gestão. Desde que foi fundado, o clube nunca atrasou pagamentos e foi galgando degraus até chegar à elite carioca. E para esta inédita disputa, o orçamento pode chegar até R$ 500 mil. E sem nenhum auxílio extra.

“Nunca tivemos uma ajuda de poder e patrocínio. São empresas próprias que patrocinam. Eles que sustentam desde o início. Tanto o time como o mercado. Desde o início carreguei o piano. A gente conseguiu multiplicar, crescer, ter estádio e estrutura. É um dos melhores do Rio de Janeiro. O gramado, eu fiz com as minhas mãos. O orçamento médio para esse ano é de R$ 500 mil. Tudo com nosso trabalho”, garantiu.

Flamengo é a inspiração por voos maiores

Mesmo sabendo da distância para os maiores do Rio de Janeiro, o Sampaio Corrêa-RJ tem sim o sonho de brigar no topo da Série A do Campeonato Carioca. E até mesmo ser campeão. E o clube mira o exemplo do Flamengo, o mais rico do estado.

“O Flamengo, por exemplo, é outro patamar mesmo. Quando entramos no campeonato, sempre entramos para ganhar desde as divisões menores. Nunca atrasamos salário. Somos o único clube no TJD-RJ que somos primários com 18 anos. Nenhum processo. Queremos ganhar, sabemos que um dia o pequeno pode ser campeão do Rio de Janeiro” , aposta.

Veja a tabela do Sampaio Corrêa-RJ no Carioca

  • 18/01 - Nova Iguaçu x Sampaio Corrêa-RJ
  • 21/01 - Sampaio Corrêa-RJ x Vasco
  • 24/01 - Portuguesa x Sampaio Corrêa-RJ
  • 27/01 - Botafogo x Sampaio Corrêa-RJ
  • 31/01 - Sampaio Corrêa-RJ x Flamengo
  • 04/02 - Sampaio Corrêa-RJ x Volta Redonda
  • 07/02 - Fluminense x Sampaio Corrêa-RJ
  • 14/02 - Sampaio Corrêa-RJ x Madureira
  • 18/02 - Sampaio Corrêa-RJ x Bangu
  • 25/02 - Boavista x Sampaio Corrêa-RJ
  • 03/03 - Audax Rio x Sampaio Corrêa-RJ

Participe do canal da Itatiaia no Whatsapp e receba as principais notícias do dia direto no seu celular. Clique aqui e se inscreva.

Jornalista esportivo desde 2006 e com passagens por Lance!, Extra e assessorias de marketing esportivo. É correspondente da Itatiaia no Rio de Janeiro. Tem pós-graduação em Jornalismo Esportivo e formação em Análise de Desempenho voltado para mercado.
Leia mais