Ouvindo...

Times

Copa Rio de 52: entenda a polêmica do título que é visto como Mundial pelo Fluminense

Tricolor encara nesta sexta-feira (22) o Manchester City-ING, na final do Mundial de Clubes, tratando como a chance de ser bicampeão do mundo

Ao entrar em campo nesta sexta-feira (22), diante do Manchester City-ING, às 15h (de Brasília), no Estádio King Abdullah, em Jeddah, na Arábia Saudita, o Fluminense vai estar em busca do seu bicampeonato mundial. Pelo menos esta é a conta que o clube faz e a taça exposta na Laranjeiras demonstra.

Antes de estar nesta final do Mundial de Clubes da Fifa, o Fluminense já se considerava campeão do mundo em 1952. Naquele ano, o Tricolor venceu a Copa Rio, que para eles - e para o Palmeiras, campeão de 1951 - devem ser considerados como pioneiros da Copa do Mundo de Clubes.

Fifa esteve no Rio de Janeiro para a Copa Rio

O Fluminense, inclusive, lembra que dirigentes da Fifa estavam presentes para a disputa do torneio que ficou com o Tricolor. Na sede das Laranjeiras, pintado nas arquibancadas, os dizeres de “Campeão Mundial de 1952”. E assim o Flu se considera.

“Foi um torneio internacional entre os maiores clubes da América do Sul e da Europa à época. As duas edições ocorreram propositadamente logo após a Copa do Mundo de 1950. A Fifa estimulou a competição, e ela foi um torneio para tudo o que passamos a ver depois, inclusive a Champions League, até porque a Uefa nem existia no início dos anos 1950”, afirma Dhaniel Cohen, pesquisador e responsável pelo Flu-Memória.

Dossiê para a Fifa

Na Arábia Saudita para a disputa do Mundial de Clubes, o Fluminense também quer aproveitar para convencer a Fifa para chancelar sua importante conquista. Em 2021, a diretoria enviou um dossiê para a Fifa e para a Conmebol solicitando a homologação do título. O documento teve apoio da CBF.

Na argumentação do Fluminense, o dossiê afirma que Fifa chancelou um torneio “de moldes mundiais”. Porém, o torneio recebeu o nome de Copa Rio, assim como em 1951, porque a Prefeitura do Rio bancou a hospedagem e logística das delegações. Muitas vieram de navio da Europa.

O Fluminense também se baseia na decisão de 2017 da entidade máxima do futebol. Naquele ano, as chamadas Copa Intercontinental - que se enfrentavam campeão da América do Sul e campeão da Europa, desde a década 60 - foram consideradas pela Fifa como torneio mundial de clubes.

Até hoje, o Fluminense não recebeu uma resposta da Fifa, nem o Palmeiras. Porém, como o Tricolor decide nesta sexta o torneio organizado pela entidade, a ideia em eventual conquista é cravar: Fluminense bicampeão do mundo de clubes.

A princípio, a Fifa tem a intenção de unificar competições como a Copa Rio. Internamente, já é visto os títulos como mundial, porém nada foi oficializado até então. Para muitos, uma conquista do Flu diante do City pode acelerar esse processo.

Como foi a Copa Rio de 1952

Naquele ano, o Fluminense conquistou o torneio após passar pela fase de grupos, semifinal e vencer o Corinthians, em dois jogos, na grande decisão. A competição reuniu times de peso da América do Sul e da Europa.

Do Brasil, Fluminense e o Corinthians, representaram o país, por serem campeões estaduais. O Peñarol representou o Uruguai. A Seleção Uruguaia era a atual campeã do mundo em 1950, em pleno Maracanã, contra o Brasil.

O Libertad esteve como líder do Campeonato do Paraguaio naquele ano. Da Europa, vieram o Sporting de Lisboa, campeão de Portugal, o Grasshopper, campeão suíço, o Áustria Viena, campeão austríaco, e o Saarbrucken, vice-campeão alemão.

Veja jornais da época que chama o Fluminense de campeão mundial

O campeão argentino Racing e a campeã italiana Juventus foram convidados, mas não participaram por problemas de datas. Na fase de grupos, o Flu venceu o Grasshopper e Peñarol, empatando com o Sporting.

Na semifinal, duas vitórias sobre o Áustria Viena. Na grande decisão, contra o Corinthians, 2 a 0 no primeiro jogo e empate por 2 a 2 no seguinte.

O Fluminense jogava com: Castilho; Píndaro e Pinheiro; Jair, Edson e Bigode; Telê, Didi, Marinho, Orlando Pingo de Ouro e Quincas.

A campanha na Copa Rio de 1952:

Fase de Grupos

  • Fluminense 0x0 Sporting-POR
  • Fluminense 1x0 Grasshoppers-SUI
  • Fluminense 3x0 Peñarol-URU

Semifinal

  • Fluminense 1x0 Áustria Viena
  • Fluminense 5x2 Áustria Viena

Final

  • Fluminense 2x0 Corinthians
  • Fluminense 0x0 Corinthians
Jornalista esportivo desde 2006 e com passagens por Lance!, Extra e assessorias de marketing esportivo. É correspondente da Itatiaia no Rio de Janeiro. Tem pós-graduação em Jornalismo Esportivo e formação em Análise de Desempenho voltado para mercado.
Leia mais