Ouvindo...

Times

Cruzeiro: Larcamón assume responsabilidade após perda do título do Mineiro

Abatido, técnico argentino lamentou derrota para o Atlético, mas voltou a defender esquema de jogo

Na coletiva após a final do Campeonato Mineiro, o técnico Nicolás Larcamón chamou a responsabilidade pela derrota do Cruzeiro contra o Atlético. O time celeste abriu o placar com Mateus Vital, mas viu o rival marcar três vezes em sequência e faturar o pentacampeonato estadual, no Mineirão, em Belo Horizonte.

Chamado de “burro” pela torcida na saída do campo, Larcamón reconheceu que as alterações no decorrer da partida não funcionaram. No entanto, o argentino afirmou que a virada atleticana não foi provocada por essas mudanças.

“Difícil falar de porcentagem [sobre o quanto a perda do título foi responsabilidade de Larcamón], não é matemático. Somos uma equipe. É um dia ruim para falar disso. O torcedor tinha a expectativa de desfrutar essa coroação, mas é um momento de assumir todos juntos. Sinto que construímos um caminho ideal para chegarmos ao jogo de hoje”, destacou.

Larcamón defendeu esquema de jogo

Após o jogo, Larcamón defendeu o esquema com três defensores. Inicialmente, ele escalou Zé Ivaldo e Neris. Já na etapa final, aos 16 minutos, o treinador substituiu Mateus Vital para colocar João Marcelo. Na prática, o Atlético cresceu e buscou a virada dentro do Gigante da Pampulha.

“A análise é incompleta. Na Arena MRV, foram três zagueiros. Essa análise tem intenção de falar algo que não aconteceu. No primeiro jogo, foi ruim com três zagueiros, mas a remontada também foi. É injusto. Vital teve uma lesão muscular e não conseguiu ficar no jogo. O Atlético agrediu com os alas, Saravia fez uma jogada decisiva. Poderia ser com Arthur, Barreal”, complementou.

Cruzeiro sentiu o gol de empate

Na visão de Larcamón, o Cruzeiro sentiu o gol de empate do Atlético e não criou forças para voltar a agredir o adversário.

“A decisão era sustentar o momento emocional após o gol, em que o Atlético se abriu muito para descontar. Infelizmente, não nos controlamos defensivamente e sofremos um gol. Tenho que me responsabilizar, essa mudança não saiu como eu desejava. É assumir. Fizemos um grande Mineiro, mas não vencemos. Dói muito em mim, nos atletas. Na quinta, temos que trabalhar para ganhar”, encerrou.

Cruzeiro tenta ‘juntar os cacos’ na Sul-Americana

Vice-campeão do Mineiro, o Cruzeiro entrará em campo sob pressão na próxima quinta-feira (11), às 21h (de Brasília). Os comandados de Larcamón receberão o Alianza FC, da Colômbia, pela segunda rodada da Copa Sul-Americana.

Desde que chegou à Toca da Raposa II, no início de janeiro, Larcamón somou 14 partidas à frente do Cruzeiro. Ao todo, foram sete vitórias, quatro empates e três derrotas.

Leia também


Participe dos canais do Itatiaia Esporte:

Leonardo Garcia Gimenez é repórter multimídia na Itatiaia. Natural de Arcos-MG e criado em Iguatama-MG. Passou também pela Record Minas.
Leia mais