Ouvindo...

Times

Flamengo volta a vencer o Nova Iguaçu e conquista o Carioca de forma invicta

O Rubro-Negro ficou com sua 38ª taça estadual de forma incostestável, após vencer novamente a surpresa da Baixada, por 1 a 0, neste domingo (7)

O Flamengo é campeão carioca de 2024, de forma invicta. Jogando neste domingo (7), no Maracanã, diante do Nova Iguaçu, o Rubro-Negro confirmou o favoritismo e venceu por 1 a 0. No primeiro jogo, o Fla já tinha aplicado 3 a 0 e ficou com a mão na taça.

Leia também

Os gol do Flamengo foi marcado por Bruno Henrique, no segundo tempo. Esta foi a primeira conquista de Tite pelo time carioca. Em 26 jogos no comando, o treinador soma 18 vitórias, quatro empates e quatro derrotas.

Hegemonia no Rio de Janeiro

É o 38º título estadual do Flamengo, sendo o sétimo conquistado de forma invicta, com o clube deixando o Vasco, com seis, para trás. A defesa quebrou outra escrita centenária: desde 1913, com o Fluminense, a equipe não era campeã sofrendo apenas um gol.

Nos últimos dois anos, o Rubro-Negro chegou na final, mas foi derrotado pelo Fluminense. Esta foi a sexta final consecutiva do Flamengo, hegemônico no Rio de Janeiro.

Campanha histórica

O título do Flamengo é incontestável: 11 vitórias e quatro empates, melhor ataque, melhor defesa e artilheiro do torneio. Sob comando de Tite, a equipe alcançou o tão falado “equilíbrio”, com os setores defensivo e ofensivo funcionando em sintonia.

Ao todo foram 29 gols marcados e apenas um sofrido, do próprio Nova Iguaçu, mas ainda com o time alternativo. Com 11 gols, Pedro foi o artilheiro do torneio.

Neste cenário, a campanha entrou para a história. Com 11 jogos consecutivos sem sofrer gols, o time de Tite entrou teve a com a maior série já vista e fazendo Agustín Rossi, com 1.134 minutos sem sofrer gols, bater o recorde de Cantarele.

Flamengo em marcha lenta

Com a taça na mão, o Flamengo jogou os primeiros 45 minutos em ritmo de jogo-treino. Pela frente, um rival muito bem treinado que chegou a levar mais perigo que a equipe rubro-negra na maior parte da primeira etapa.

No final, o Flamengo resolveu pressionar e por pouco não chegou ao primeiro gol. Cebolinha pegou sobra na entrada da área e carimbou a trave. Em lance seguinte, o camisa 11 serviu Arrascaeta que bateu no canto e viu Fabrício salvar.

Ao final do primeiro tempo, o Nova Iguaçu mostrou porque não é finalista por acaso. Xandinho também teve boa chance. As equipes foram para o intervalo com sete finalizações do time da Baixada e cinco do Fla.

Pressão pela vitória

O segundo tempo foi outro jogo. Com a chance remota de sofrer uma goleada histórica e, consequentemente, perder o título, o Flamengo começou a pressionar em busca do primeiro gol.

Com 15 minutos, Cebolinha já tinha acertado a trave e Yan Silva salvou em cima da linha, o que seria o primeiro gol de De La Cruz pelo Fla. O Nova Iguaçu também assustou de fora da área.

A partida ficou mais aberta, a torcida rubro-negra se animou e, em coro, pediu a entrada de Bruno Henrique. Dez minutos depois, Tite atendeu e colocou o atacante, xodó da torcida.

Ele crava!

Que estrela! Em um dos primeiros toques na bola, Bruno Henrique recebeu de Ayrton Lucas e bateu no ângulo, de perna esquerda, sem chances para o goleiro Fabrício. A bola ainda tocou na trave antes de morrer no fundo do gol. Golaço: Flamengo 1 a 0.

Próximos jogos

Pela Copa Libertadores, o Flamengo faz sua estreia no Maracanã, diante dop Palestino-CHI, na quarta-feira (10), às 21h30 (de Brasília). O Rubro-Negro só empatou com o Millonarios-COL, fora de casa, no primeiro jogo.

Já o Nova Iguaçu terá cerca de 20 dias para se preparar para a estreia na Série D do Campeonato Brasileiro. No final de semana dos dias 27 e 28 de abril, o Laranja Mecânica vai até Sete Lagoas encarar o Democrata-SL.

Flamengo 1x0 Nova Iguaçu

Flamengo

Agustín Rossi; Varela (Everton Araújo), Fabrício Bruno, Léo Pereira e Ayrton Lucas; Erick Pulgar (Igor Jesus), De La Cruz (Victor Hugo) e Arrascaeta (Allan); Luiz Araújo, Everton Cebolinha (Bruno Henrique) e Pedro. Técnico: Tite.

Nova Iguaçu

Fabrício; Yan (Fernandinho), Gabriel Pinheiro, Sérgio Raphael e Maicon; Igor Guilherme (Ronald), Albert, Yago (Lucas Cruz) e Bill (Lucas Campos); Xandinho e Marllon (João Victor). Técnico: Carlos Vitor.

Gols: Bruno Henrique (aos 29min do 2ºT) para o Flamengo
Cartão amarelo: Léo Pereira, Luiz Araújo (FLA); Lucas Campos, Sérgio Raphael, Lucas Cruz (NIG)
Cartão vermelho: Nenhum
Motivo: Final da Campeonato Carioca
Local: Maracanã, Rio de Janeiro
Renda e Público: R$ 3.723.555,00/65.757 presentes
Data e hora: 7 de abril de 2024, às 17h (de Brasília)
Árbitro: Bruno Mota Correia
Assistentes: Rodrigo Figueiredo Henrique Corrêa e Luiz Claudio Regazone
VAR: Rodrigo Carvalhaes de Miranda


Participe dos canais do Itatiaia Esporte:

Jornalista esportivo desde 2006 e com passagens por Lance!, Extra e assessorias de marketing esportivo. É correspondente da Itatiaia no Rio de Janeiro. Tem pós-graduação em Jornalismo Esportivo e formação em Análise de Desempenho voltado para mercado.
Jornalista e correspondente da Itatiaia no Rio de Janeiro. Apaixonado por esportes, pela arquibancada e contra torcida única.
Leia mais