Ouvindo...

Times

Com show de Estupiñan, Bahia goleia o Jequié-BA e vai à final do Baiano

Centroavante tricolor marcou um ‘hat-trick’ neste domingo (16), na Arena Fonte Nova, pelo jogo de volta da semifinal

Em Salvador (BA), a tarde deste sábado (16) foi dominada por Oscar Estupiñan. Inspirado, o centroavante marcou três dos quatro gols do Bahia contra o Jequié-BA, na Arena Fonte Nova, e carimbou a vaga tricolor na grande final do Campeonato Baiano. É o primeiro “hat-trick” do clube na temporada. Rafael Ratão completou a goleada, e Medina descontou para o time do interior. Placar final: 4 a 1.

Como já tinha vencido o jogo de ida da semifinal, em Jequié (BA), por 1 a 0, o Tricolor precisava apenas de um empate para avançar. Vale ressaltar que, mais uma vez, o técnico Rogério Ceni decidiu poupar os principais jogadores.

Agora, o Esquadrão de Aço aguarda o vencedor do confronto entre Vitória e Barcelona-BA, que se enfrentam neste domingo (17), no Barradão. O Leão venceu a primeira partida por 2 a 0, portanto pode até perder por um gol de diferença que avança à decisão.

Ba-Vi no radar

O Bahia volta a campo na próxima quarta-feira (20), para o clássico contra o Vitória. Os rivais se enfrentam a partir das 21h30 (de Brasília), pela 6ª rodada da Copa do Nordeste, na Arena Fonte Nova. Já o Jequié fica sem calendário para o restante de 2024.

Relato do jogo

Avalanche tricolor

O jogo começou com uma avalanche do Bahia. Aos seis minutos, Yago Felipe fez boa trama com Biel pelo meio. O camisa 11 deixou Estupiñan livre para marcar, dentro da área, mas o centroavante tricolor chutou por cima do gol.

Biel criou outra boa oportunidade aos 11 minutos. Em chute forte de fora da área, o atacante quase acerta o canto direito de Marcos. A bola passou próxima da trave.

Estupiñan quase marcou de novo aos 16. Dessa vez, após cruzamento de Luciano Juba da esquerda, o camisa 29 subiu sozinho na pequena área e cabeceou para fora. Aos 20, o centroavante até driblou o goleiro antes de finalizar. A zaga do Jequié-BA, no entanto, foi rápida para se recuperar e afastou o perigo.

Logo na sequência, foi a vez de Ademir sair na cara do gol. O camisa 7 dominou sozinho dentro da área e tentou o toque na saída do goleiro, que estava esperto para abafar e mandar para escanteio.

O atacante ex-América e Atlético conseguiu um bom passe para Yago Felipe aos 24 minutos. Dentro da área, o volante chutou colocado e Marcos fez mais uma defesa.

Gol do Bahia, mas não valeu

O primeiro gol do Bahia saiu aos 28 minutos. Luciano Juba cobrou escanteio lá no alto e o zagueirão cabeceou para o fundo das redes após dividir com o goleiro adversário. Após consulta ao VAR, o árbitro Eziquiel Sousa Costa entendeu que o contato foi faltoso e anulou o lance.

Agora valeu!

Dessa vez, nem o VAR foi capaz de parar o Bahia. Aos 40 minutos de jogo, Biel fez cruzamento com perfeição da direita e Estupiñan cabeceou firme para o fundo das redes.

Preocupação

Aos 52 minutos, o jogador Caetano, do Jequié-BA, deixou o gramado de ambulância após se chocar com o zagueiro David Duarte, do Bahia. O atleta estava consciente, mas caiu com muitas dores nas costas. Qualquer nova atualização será publicada nesta matéria.

‘Hat-trick’ de Estupiñan

A vantagem tricolor foi ampliada logo aos três minutos do segundo tempo, de novo com Estupiñan, e de novo de cabeça. O centroavante recebeu bom cruzamento de Ademir e testou firme para o chão. Marcos chegou a tocar na bola, mas não foi capaz de evitar o gol do colombiano.

E o camisa 29 estava tão inspirado que completou o show dois minutos depois. A jogada foi típica de centroavante: recebeu na área, dominou girando e fuzilou de esquerda para o fundo do gol. Foi o primeiro “hat-trick” de um jogador do Bahia na temporada.

Ratão é rápido para marcar

Aos 18 minutos da etapa final, Rafael Ratão, que tinha acabado de entrar, marcou o quarto gol do Bahia. Dentro da área, o atacante recebeu de Yago Felipe e soltou uma bomba de direita para ampliar, ainda mais, o placar.

Pênalti ou não?

Estupiñan quase descolou uma bela assistência para Thaciano aos 29. O centroavante achou o camisa 16 em profundidade, dentro da grande área. O meia driblou o zagueiro e tentou o toque para Yago Felipe, que vinha de trás. Após chute do volante, a bola explodiu no zagueiro do Jequié, e o árbitro marcou pênalti por entender que bateu na mão. No entanto, o VAR chamou, e ele cancelou a penalidade.

Jequié desconta

Medina descontou para o Jequié já no apagar das luzes. Aos 44 minutos do segundo tempo, o meia recebeu dentro da área e finalizou de perna direita. A bola bateu na trave antes de morrer nas redes tricolores.

Gilberto salva o Bahia

O Jipão ainda quase marcou o segundo aos 48. O goleiro do Bahia, Adriel, perdeu a bola para o atacante do Jequié, que avançou e finalizou em cima de Gilberto. Adriel terminou o jogo sob vaias da torcida.

Bahia 4 x 1 Jequié

Bahia

Adriel; Gilberto, Gabriel Xavier, David Duarte e Caio Roque (Marcos Victor); Caio Alexandre (Jota), Yago Felipe e Luciano Juba; Ademir (Rafael Ratão), Biel (Thaciano) e Oscar Estupiñan (Everaldo). Técnico: Rogério Ceni.

Jequié-BA

Marcos; Elivelton, Gabriel, Jean e Espeto (Medina); Azevedo, Guga (Caetano/Marcos Vinícius) e Capa; João Grilo (Barrozo), Alex (Wagner) e Kaynan. Técnico: Betinho

Gols

Oscar Estupiñan (40min1ºT, 3min2ºT e 5min2ºT) e Rafael Ratão (18min2ºT), para o Bahia
Media (44min2ºT), para o Jequié

Cartões amarelos

Caio Alexandre (Bahia); Espeto e Marcos Vinícius (Jequié)

Público: 28.696 pessoas

Renda: R$ 788.572,00

Motivo: jogo de volta da semifinal do Campeonato Baiano

Data: 16 de março de 2024 (sábado)

Local: Arena Fonte Nova, em Salvador (BA)

Árbitro: Eziquiel Sousa Costa (BA)

Auxiliares: Alessandro Álvaro Rocha de Matos e José Carlos Oliveira dos Santos (ambos da BA)

Árbitro de vídeo: Daniel Nobre Bins (RS)

Leia também

Participe dos canais da Itatiaia Esporte:

Nuno Krause é correspondente da Itatiaia na região Nordeste. Formado pela Universidade Federal da Bahia (UFBA), acumula passagens por Bahia Notícias, Jornal A TARDE e Rádio Salvador FM. Atua no jornalismo esportivo desde 2019.
Leia mais