Ouça a rádio

Ouvindo...

Times

Com desfalques, Ceará tenta embalar na Série B contra o Amazonas

Time de Vágner Mancini busca segunda vitória na competição e se aproximar do G4; jogo será nesta quarta-feira, na Arena Castelão

O Ceará recebe o Amazonas nesta quarta-feira (15) em busca da segunda vitória na Série B do Brasileiro. O jogo na Arena Castelão, em Fortaleza, começa às 21h (de Brasília), pela quinta rodada da competição.

Antes de golear o Novorizontino por 3 a 0 na última rodada, o Vozão tinha dois empates em casa (1 a 1 frente ao Goiás e 2 a 2 com o CRB) e uma derrota fora, 3 a 2 para o Mirassol. O resultado aliviou o técnico Vágner Mancini, que começava a ser pressionado, mas é preciso embalar na competição para ter realmente tranquilidade. E isso passa por bater o rival de Manaus nesta quarta.

A última vez que o Ceará venceu dois jogos seguidos pela Série B foi em setembro de 2023, entre as rodadas 26 e 27 rodadas, um 1 a 0 sobre o Criciúma, no Castelão, e um 3 a 1 frente ao Londrina, no estádio Presidente Vargas, na capital cearense.

O time entrou nesta rodada da edição 2024 da Segunda Divisão na 10ª colocação, com cinco pontos.

Mancini tem desfalques. O zagueiro Ramon Menezes deixou a partida em Novo Horizonte machucado e virou dúvida. O meia Recalde, por acúmulo de cartões amarelos, e o volante Lourenço, expulso no interior paulista, estão suspensos.

As novidades podem ser o meia Bruninho e o atacante Saulo Mineiro, que estão em processo de transição física após recuperação de lesões.

Um provável Ceará tem Richard; Raí Ramos, Matheus Felipe, David Ricardo e Matheus Bahia; De Lucca, Guilherme Castilho e Lucas Mugni; Erick Pulga, Aylon e Facundo Barceló.

O Amazonas também conquistou na rodada passada sua primeira vitória na Série B, e significativa: tirou a invencibilidade do Santos ao marcar 1 a 0, em Manaus. O técnico Adilson Batista continua sem o atacante Sassá, machucado.

O jogo terá transmissão pela Band, pelo Premiere e pelo Canal GOAT.

Leia também


Participe dos canais do Itatiaia Esporte:

Formado em jornalismo pela PUC-Campinas em 2000, trabalhou como repórter e editor no Diário Lance, como repórter no GE.com, Jornal da Tarde (Estadão), Portal IG, como repórter e colunista (Painel FC) na Folha de S. Paulo e manteve uma coluna no portal UOL. Cobriu in loco três Copas do Mundo, quatro Copas América, uma Olimpíada, Pan-Americano, Copa das Confederações, Mundial de Clubes, Eliminatórias e finais de diversos campeonatos.
Leia mais