Ouvindo...

Times

Com um a menos, Bragantino vence Juventude em casa pelo Brasileirão

Massa Bruta contou com brilho de Helinho, autor dos dois gols, e venceu por 2 a 1

Com direito ao gol mais rápido desta edição do Campeonato Brasileiro e com um jogador a menos desde os dez minutos do primeiro tempo, o Red Bull Bragantino venceu o Juventude neste sábado (15), por 2 a 1, em partida realizada em Bragança Paulista.

O dono do jogo foi Helinho, que fez os dois gols do time paulista. O primeiro foi anotado a 1 minuto e 41 segundos do primeiro tempo, sendo o gol mais rápido desta edição da competição. Além disso, foi um golaço. O atacante driblou o marcador com bola entre as pernas e bateu de cobertura, vencendo o goleiro Gabriel. O segundo gol aconteceu aos 37 minutos da etapa final, depois de o time da casa ter sofrido o empate com Mandaca.

O Bragantino saiu na frente, mas teve Jadsom expulso aos dez minutos do primeiro tempo e segurou a pressão adversária para voltar a vencer e se reabilitar na competição, porque vinha de derrota em casa para o Atlético-MG, por 2 a 1. O time paulista, com 15 pontos, está na quinta colocação. O Juventude, que não perdia há quatro partidas, tem dez pontos na 12ª posição.

O primeiro tempo foi movimentado desde o apito inicial do árbitro Emerson Ricardo de Almeida Andrade até o fim. No primeiro minuto, Helinho marcou um golaço para o time da casa. O atacante fez bela jogada individual e encobriu o goleiro Gabriel Vasconcellos.

Com gol logo no começo, o time paulista pensou que a partida seria tranquila. Porém, aos 10, Jadsom cometeu falta ao segurar Marcelinho pela camisa e foi expulso após consulta ao VAR. O árbitro considerou que o defensor era último homem e o atacante do Juventude estava em direção ao gol quando sofreu a falta.

Com a expulsão, o Juventude se lançou ao ataque e aproveitou os espaços deixados pelo time paulista, que tinha a desvantagem numérica em campo. Assim, chegou ao empate aos 24 minutos. Marcelinho recebeu pela esquerda, bateu cruzado e Mandaca apareceu sozinho para tocar para o gol, sem chance para Cleiton

O Juventude se aproveitava da superioridade numérica, conseguia controlar o jogo e só não foi em vantagem para o intervalo porque parou no goleiro Cleiton em duas oportunidades.

O time visitante voltou para o segundo tempo com a postura que se esperava dele diante da vantagem numérica: pressionando. O Red Bull Bragantino, porém, se defendia bem e tentava encaixar um contra-ataque para buscar o gol da vitória.

O Bragantino ainda correu o risco de perder mais um jogador expulso no segundo tempo. Vitinho, que tinha entrado, cometeu falta em João Lucas. O árbitro consultou o VAR mais uma vez, porém, apenas marcou lateral e nem falta deu.

O panorama da partida não mudou. O Juventude buscava o gol da vitória. Na melhor chance no segundo tempo, João Lucas cruzou para Erick, sozinho na área, mas ele bateu por cima do gol.

O castigo veio um minuto depois. Vitinho fez boa jogada pela esquerda e bateu para defesa atrapalhada de Gabriel. A bola sobrou para Helinho no rebote, que mandou para o fundo do gol. Com a vantagem, o time paulista se segurou até o fim e conquistou a vitória em casa. No final, por reclamação, o técnico Pedro Caixinha acabou expulso.

O Red Bull Bragantino encara, pela décima rodada do Brasileirão, o Palmeiras na quinta-feira (20), às 21h30. O Juventude entra em campo um dia antes, na quarta, quando recebe o Vasco em Caxias do Sul (RS), às 20h.

*Com agência

Leia também


Participe dos canais do Itatiaia Esporte:

Túlio Kaizer é jornalista esportivo com grande experiência no digital. Foi setorista dos três grandes clubes do futebol mineiro: América, Atlético e Cruzeiro. Cobre também basquete, vôlei, esportes americanos, esportes olímpicos e e-sports.
Leia mais