Ouça a rádio

Ouvindo...

Times

Em atrito com a torcida, Bruno Lage tem futuro discutido no Botafogo

Diretoria debate a situação do treinador após a partida contra o Goiás

A decisão de deixar Tiquinho Soares no banco de reservas contra o Goiás, nesta segunda (2), colocou Bruno Lage de vez em atrito com a torcida do Botafogo. A discordância ficou clara antes, durante e depois do jogo com o Goiás, no Nilton Santos.

Com a pressão aumentando, desempenho em queda e a sequência ruim de resultados, o treinador português tem o futuro discutido na equipe que segue como líder do Brasileirão.

O elenco recebeu folga nesta terça (3). Enquanto isso, a diretoria esteve reunida e debateu a situação do treinador. A surpreendente escolha em bancar o artilheiro foi a última das decisões que colocou Lage em atrito com a torcida, a qual hostilizou o treinador ao fim do jogo.

Lage, por sua vez, respondeu com aplausos. Os problemas começaram há um mês, próximo ao clássico com o Flamengo.

A incerteza sobre o futuro de Bruno Lage foi publicada pelo “Uol” e confirmada pela Itatiaia.

Após a derrota no Nilton Santos, em 2 de setembro, o português colocou o cargo à disposição com a justificativa de que a pressão sobre ele poderia estar atrapalhando os atletas. Aquela partida com o Flamengo foi a primeira derrota do Botafogo no Nilton Santos nesta edição do Campeonato Brasileiro.

O pronunciamento do treinador não teve boa repercussão, apesar da resposta do Botafogo ter sido rápida, na busca de evitar uma crise. As decisões do treinador em campo, contudo, continuaram sendo questionadas. Neste jogo com o Flamengo, as opções por JP e Segovinha foram criticadas.

A gestão do time na Sul-Americana, com mais reservas escalado no jogo de ida contra o Defensa y Justicia-ARG, no Rio de Janeiro, do que na volta, em Buenos Aires, também entra na lista de insatisfações por parte da torcida que impactam na instabilidade do treinador dentro do clube.

Nesta quarta (10), o grupo do Botafogo se reapresenta no CT Lonier. Por ora, a programação segue sem mudanças, com Bruno Lage e comissão técnica esperados para comandar a atividade. A cobrança e a pressão já são evidentes. O próximo compromisso do Glorioso será no domingo (8), no Maracanã, contra o Fluminense. A bola rola às 16h (de Brasília) pela 26ª rodada do Brasileirão.

Jornalista e correspondente da Itatiaia no Rio de Janeiro. Apaixonado por esportes, pela arquibancada e contra torcida única.
Leia mais