Ouvindo...

Times

No Z4, Bahia dobra risco de rebaixamento em duas rodadas; veja números

A quatro jogos para o fim do Brasileirão, Bahia se encontra em posição delicada, com 67,3% de chances de rebaixamento

O Bahia viu crescer nesta 34ª rodada do Campeonato Brasileiro a probabilidade de rebaixamento à Série B. De volta ao Z4, a equipe comandada pelo técnico Rogério Ceni tem 67,3% de risco de cair para a Segunda Divisão, de acordo com dados da Universidade Federal de Minas Gerais.

O salto no risco de rebaixamento se deve ao mau momento da equipe. O Bahia venceu apenas uma das últimas seis partidas. Não triunfa há três jogos. Para se ter uma dimensão do crescimento no risco de queda, há duas rodadas, a probabilidade de rebaixamento era de 31,4% - ou seja, o número mais do que dobrou.

Na 17ª posição, o Tricolor soma 38 pontos, dois a menos que o Cruzeiro, primeiro time fora da zona da degola. A distância para sair do Z4, todavia, irá aumentar com o jogo atrasado da Raposa diante do Vasco, outra equipe com 40 pontos, que acontece nesta quarta-feira (22), em Belo Horizonte.

Além do América, já rebaixado, aparecem com mais chances que o Esquadrão de cair os seguintes clubes: Coritiba (99,99%) e Goiás (94,4%). O Cruzeiro (13,9%) e o Vasco (13,7%) vêm na sequência.

O Bahia volta a jogar na próxima sexta-feira (24), diante do Corinthians, em São Paulo. A equipe terá dois desfalques para a partida na Neo Química Arena: o atacante Everaldo e o zagueiro David Duarte, suspensos.

Jornalista, natural do Recife, é atualmente correspondente do portal Itatiaia Esporte na região Nordeste. Com mais de uma década de experiência no jornalismo esportivo, tem passagens pela Folha de Pernambuco, Diario de Pernambuco, Superesportes e NE45. Em Portugal, trabalhou por O Jogo e Sport Magazine.
Leia mais