Ouça a rádio

Ouvindo...

Times

Valencia repudia ‘uso de imagem’ durante premiação de Vini Jr. na Bola de Ouro

Imagem em questão mostrava o momento em que Vinícius Júnior, sofria ofensas racistas no Estádio Mestalla, em maio deste ano

O Valencia-ESP repudiou, nesta segunda-feira (30), o uso da imagem do clube durante a premiação da Bola de Ouro. O vídeo em questão mostrava o momento em que Vinícius Júnior, do Real Madrid-ESP, sofria ofensas racistas no Estádio Mestalla, em maio deste ano.

No comunicado, o clube espanhol lamentava “a utilização da imagem na premiação da Bola de Ouro e a sua associação a comportamentos isolados” dos torcedores. O Valencia reiterou, ainda, que condena o racismo e pediu respeito aos adeptos e ao clube.

A imagem do momento foi veiculada na premiação quando Vini iria receber o ‘Prêmio Sócrates’, entregue a atletas do futebol comprometidos com projetos sociais e de caridade. Desde 2021, Vini Jr trabalha temas como educação, tecnologia e esporte com crianças do Rio de Janeiro. O Instituto Vini Jr tem como um dos pilares a luta contra o racismo.

Racismo contra Vini

Na partida entre Valencia e Real Madrid, em maio, pela 35ª rodada da LaLiga, Vinícius Junior foi alvo de insultos racistas pela torcida mandante no estádio Mestalla, em Valência. A partida foi paralisada aos 27 minutos da segunda etapa devido a gritos de ‘Mono’ (macaco). O atacante chegou a discutir com torcedores que cometiam os atos.

O jogo ficou tenso após a paralisação. Vini chegou a ser provocado pelo goleiro Mamardashvili, que foi punido com o cartão amarelo. Os jogadores trocaram empurrões no campo.

No final da partida, o brasileiro foi expulso ao se desentender com o atacante Hugo Duro, em quem acertou o braço. Ele levou amarelo, mas após revisão do lance pelo VAR, foi expulso nos acréscimos.

O problema envolvendo a torcida espanhola não é novidade. Vinícius Júnior já foi vítima de inúmeros casos ao longo da sua trajetória pelo clube espanhol.

Bola de Ouro

O prêmio da Bola de Ouro ficou com o argentino Lionel Messi, do Inter Miami, que conquistou o troféu pela oitava vez. Erling Haaland, do Manchester City, foi o segundo colocado, e o francês Kylian Mbappé, do PSG, ficou em terceiro.

Entre as mulheres, a argentina Aitana Bonmatí, de 25 anos, foi eleita a melhor jogadora do mundo. O prêmio fechou um ‘ano perfeito’ para a atleta, que conquistou Campeonato Espanhol, Champions League e Supercopa, pelo Barcelona, e a Copa do Mundo Feminina, pela Seleção Espanhola.

Apesar de não ter vencido a Bola de Ouro, Haaland foi premiado como o melhor atacante de 2023. O jogador marcou 52 gols na última temporada e foi peça importante na campanha histórica da tríplice coroa do Manchester City. O clube inglês, inclusive, foi agraciado com o prêmio de melhor equipe da temporada 2022/23, por ter conquistado na mesma temporada a Premier League, a Copa da Inglaterra, e a Liga dos Campeões.

Campeão da Copa do Mundo pela Seleção Argentina, Emiliano Martínez, do Aston Villa, foi escolhido como o melhor goleiro do planeta pela revista France Football.

O brasileiro Vinícius Júnior, do Real Madrid, recebeu o “Prêmio Sócrates”, dedicado a “atletas do futebol comprometidos com projetos sociais e de caridade”. O astro da Seleção Brasileira terminou em sexto na lista dos melhores do mundo.

Companheiro de Vini Jr. no Real, o inglês Jude Bellingham, de 20 anos, recebeu o Troféu Kopa, que elege o melhor desempenho entre os atletas sub-21.

Pelé homenageado na Bola de Ouro

A cerimônia da Bola de Ouro teve ainda uma homenagem ao Rei Pelé. Na homenagem, a cerimônia que premia o melhor jogador do mundo relembrou diversos feitos do eterno Camisa 10 da Seleção ao longo da carreira, entre 1956 e 1977.

Entre elas, o fato de o Rei do Futebol ter recebido, em 2013, um prêmio de honra, já que a premiação englobava somente atletas europeus até 1995.

“O único jogador a vencer três Copas do Mundo”, “três Copas do Mundo, 1281 gols, 92 hat-tricks, 30 vezes que marcou quatro gols em um jogo”, “Bola de Ouro Honorária em 2013", destacou a France Football.

Jornalista formada pela PUC Minas. Mineira, apaixonada por esportes, música e entretenimento. Antes da Itatiaia, passou pelo portal R7, da Record.
Leia mais